TRT-SP julga legal a greve dos funcionários da Proguaru

Em audiência realizada na tarde desta quarta-feira (13), o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-SP) julgou legal a greve dos funcionários da Progresso e Desenvolvimento Guarulhos S/A (Proguaru).

O tribunal determinou que a Prefeitura de Guarulhos não poderá descontar os dias parados dos funcionários até o dia 9 de outubro, garantindo estabilidade de 30 dias para todos os trabalhadores e cancelou a multa diária de R$ 100 mil que seria paga pelo Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal (Stap).

Caso a greve perdure ainda a partir do dia 9 de outubro, prevalecerá a negociação entre as partes.

Em assembleia realizada logo mais, às 10h na Praça Getúlio Vargas, os funcionários da Proguaru serão comunicados oficialmente da decisão do TRT-SP.