Fábricas de Cultura promovem shows que destacam o papel da mulher negra na música

A Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha receberá o show Entre Águas, com Samantha Rebelle, - Foto: Arquivo pessoal

As Fábricas de Cultura, programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis, estão com uma programação dedicada às comemorações do mês da Consciência Negra, com destaque para a produção cultural de mulheres negras. Todas as atividades são gratuitas e ocorrerão de forma on-line. Confira os detalhes:

A música é um dos destaques na programação com o show “Entre Águas, com Samantha Rebelles”, transmitido online no dia 20 de novembro, às 18h. Em um trabalho intimista, voz e violão, a cantora Samantha Rebelles apresenta um espetáculo autoral que saúda as grandes mães cultuadas nos terreiros do candomblé, as yabas Oxum, Iemanjá e Iansã, trazendo a relação entre a música negra brasileira e as diásporas africanas.

No dia 27 de novembro, o teatro da Fábrica de Cultura Brasilândia recebe o show presencial “Brasilidade – Muito Prazer, as Iyálódes”, organizado pela produtora cultural e musical Djembe Produções e Entretenimentos. A partir das 16h, as cantoras Natália Ribeiro, Patrícia Toledo e Priscila Benedito irão apresentar o poder feminino da mulher negra dentro do cenário musical através das músicas de compositoras negras e/ou que fizeram sucesso nas vozes de cantoras negras.

Para além da música, as Fábricas de Cultura também darão destaque aos bate-papos. No dia 25 de novembro, às 19h, o bate-papo é entre Letícia Santos e Zelma Tranças. Em “Trançando Histórias”, Zelma irá contar um pouco sobre o trabalho que realiza há mais de 30 anos na região de Osasco (SP), sua influência entre novos profissionais da área com ações de formação, e sobre seu próprio negócio, o salão especializado em beleza afro.

Os bate-papos promovidos pelas Fábricas de Cultura também abordarão outras temáticas relacionadas à cultura afro, como os cuidados com a pele negra. No dia 20 de novembro, às 20h30, o canal do YouTube das Fábricas irá transmitir a conversa com a farmacêutica esteta Arina Gabriela, que contará um pouco sobre as características da pele negra e abordará os mitos que cercam essa pele.

A programação das Fábricas de Cultura ainda inclui a exibição de produções audiovisuais que tratam da cultura afro-brasileira. No dia 24 de novembro, às 16h, o canal do YouTube das Fábricas exibirá o filme “Congado”, de Érica dos Anjos, obra que aborda importante manifestação cultural imaterial do Folclore brasileiro, o congado, que é apresentado no filme pelo ponto de vista histórico e de valorização da representatividade do povo negro, a fim de desmistificar a festa e o sincretismo religioso existentes no tradicional folguedo histórico, símbolo da memória popular.

A cultura afro também terá espaço no teatro por meio da peça “Urucungo (Berimbau)” apresentada pelo coletivo Quebrando a Cabaça Espalhando Sementes. A história de “Urucungo” Berimbau trabalha com a ancestralidade para mostrar como surgiu esse instrumento que possui tanta energia, musicalidade e inspirações. A apresentação será realizada no dia 20 de novembro, às 16h.

As bibliotecas das Fábricas de Cultura também terão uma programação voltada para o mês da Consciência Negra. A Fábrica de Cultura Jardim São Luís promoverá a atividade “Em Nome das Pretas”, que destaca nomes de mulheres trans e travestis negras de forma a trazer um pouco da história desses corpos negros e periféricos e sua a influência no meio LGBTQIA+ e na sociedade como um todo.

A atividade será realizada no dia 18 de novembro, das 10h às 11h, com a disponibilização de um vídeo no Youtube das Fábricas de Cultura.

SERVIÇO:

Fábrica de Cultura Brasilândia
MOSTRA DE CURTAS METRAGENS ENCONTROS: “CONGADO” – UM FILME DE ÉRICA DOS ANJOS
24/11 – Quarta-feira – 16h
Faixa Etária: Atividade Livre
Participação: Aberta ao Público
Plataforma: Youtube

BRASILIDADE – MUITO PRAZER, AS IYÁLÓDES
27/11 – Sábado – 16h
Faixa Etária: Atividade Livre
Participação: Aberta ao Público
Plataforma: Atividade Presencial.
Local: Teatro da Fábrica de Cultura Brasilândia. Para participar, basta ir até a unidade no horário do evento.
Lotação: 50 pessoas (máx.)

Fábrica de Cultura Diadema
COMO CUIDAR DA PELE NEGRA NOS TEMPOS DE HOJE?!
20/11 – Sábado – 20h30
Faixa Etária: Atividade Livre
Participação: Aberta ao Público
Plataforma: Youtube

Fábrica de Cultura Jaçanã
TRANÇANDO HISTÓRIAS
25/11 – Quinta-feira – 19h
Faixa Etária: Atividade Livre
Participação: Aberta ao Público
Plataforma: Youtube

Fábrica de Cultura Brasilândia
Avenida General Penha Brasil, 2508 | Telefone: (11) 3859-2300
Fábrica de Cultura Capão Redondo
Rua Bacia de São Francisco, s/n | Telefone: (11) 5822-5240Fábrica de Cultura Diadema
Rua Vereador Gustavo Sonnewend Netto, 135 – Centro – Diadema/SP | Telefone: (11) 4061-3180
Fábrica de Cultura Jaçanã
Entrada 1: Rua Raimundo Eduardo da Silva, 138 | Entrada 2: Rua Albuquerque de Almeida, 360 | Telefone: (11) 2249-8010
Fábrica de Cultura Jardim São Luís
Rua Antônio Ramos Rosa, 651 | Telefone: (11) 5510-5530
Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha
Rua Franklin do Amaral, 1575 | Telefone: (11) 2233-9270

Acessibilidade: as Fábricas de Cultura Vila Nova Cachoeirinha, Brasilândia, Jaçanã, Capão Redondo, Jardim São Luís e Diadema oferecem rampa de acesso para pessoas com mobilidade reduzida, elevador, sanitários acessíveis, piso tátil, equipamentos que permitem a leitura para pessoas com deficiência visual e motora, impressoras braille, leitor de audiobooks e acervo com mais de 110 exemplares em braille (livros e audiobooks).
E-mail: [email protected]

Devido à pandemia da Covid-19, a programação cultural vem ocorrendo de forma on-line. Todas as atividades são gratuitas. Saiba mais no hotsite +Cultura e no site das Fábricas de Cultura .
*Sujeito às mudanças mediante orientações dos órgãos responsáveis.

SOBRE AS FÁBRICAS DE CULTURA
As Fábricas de Cultura são espaços de acesso gratuito que promovem diversas atividades artísticas. Criadas com o objetivo de ampliar o conhecimento cultural por meio da interação com a comunidade, as Fábricas oferecem uma programação cultural diversificada. Nas unidades você encontrará cursos, atividades, bibliotecas e estúdios de gravação. Em 2020 e 2021, o Programa Fábricas de Cultura – instituições da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, gerenciadas pela Poiesis – conta com o patrocínio do Instituto Center Norte por meio da Lei Rouanet. O apoio contribui para a realização de atividades de formação e difusão cultural.

SOBRE A POIESIS
A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.