Pandemia aumentou o consumo e o vício em pornografia

Foto: HOJE TV

Quase dois anos de pandemia e desde o seu início as principais plataformas de pornografia têm registrado recordes históricos de acesso aos seus conteúdos explicou William Oliveira, psicólogo e professor, durante entrevista concedida ao jornalista Maurício Siqueira no HOJE TV desta quarta-feira (12).

O psicólogo afirmou que a pornografia está muito ligada aos super estímulos. “Quanto mais super estímulos nós tivermos mais necessitamos, por uma questão de dessensibilização do cérebro, de procurar cada vez mais estímulos novos daquela sensação que nos causa um prazer”, disse.

Esse tipo de comportamento, porém, não coloca em risco apenas as informações do usuário. Os especialistas apontam que o cenário leva a crer que os sistemas corporativos estão cada vez mais expostos. “A pandemia fez com que nos tornássemos, principalmente aquelas pessoas que não tinham essas questões tão bem resolvidas, cada vez mais compulsivos. O que alguns descontam na comida, por exemplo, outros na pornografia”, finalizou Oliveira.

Além de sites pornográficos, o levantamento identifica aumento também no acesso a serviços perigosos em geral, como sites de apostas, de compartilhamento de arquivos e pirataria.

O programa vai ao ar de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 9h, e pode ser acessado no Facebook (guarulhoshoje), YouTube (HOJE TV) ou pelo site www.guarulhoshoje.com.br.