Policiais civis impedem que mulher seja queimada e prendem autor

Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta terça-feira (25), um homem, de 46 anos, que foi flagrado logo após jogar álcool na própria companheira, com a intenção de atear fogo nela. O crime aconteceu no bairro Jardim Paulista, na cidade de Presidente Prudente.

Os trabalhos foram realizados por uma equipe da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) local, que foram até o local para chegar uma denúncia relacionada ao tráfico de drogas.

Quando estavam próximo ao local apontado na queixa, os policiais se depararam com um pedido de socorro, vindo de uma mulher que estava saindo de casa gritando por ajuda. Ao se aproximarem da vítima, os investigadores sentiram forte odor etílico nas suas roupas.

A mulher então contou que o seu companheiro havia jogado álcool em seu corpo e na casa e iria atear fogo para matá-la. A vítima ainda relatou que ele já havia ateado fogo no fogão. Foi então realizada vistoria no local e constatado rastro de etanol pelo chão da residência.

Além disso, dentro do imóvel, os policiais perceberam que na cozinha havia sinais de dano provocado por fogo na mangueira do fogão, mas que já havia se dissipado, não havendo necessidade de intervenção policial para conter nenhuma chama.

A vítima a todo tempo dizia que o autor estava ameaçando matá-la e que a discussão se originou, pois, momentos antes uma oficial de justiça esteve no local para intimá-lo e o autor teria ficado bravo. O suspeito então foi preso em flagrante e conduzido até à delegacia.

O galão de álcool usado pelo acusado e a blusa utilizada pela vítima no momento do crime foram apreendidos para perícia. O autor foi preso em flagrante, indiciado por tentativa de feminicídio, teve a prisão preventiva requisitada e permaneceu à disposição da Justiça.

- PUBLICIDADE -