Mais de 2,3 mil castrações gratuitas de pets não foram realizadas em 2021 por faltas injustificadas

Foto: Fábio Nunes Teixeira/PMG

Apesar da alta demanda por cirurgias gratuitas de castração de cães e gatos em Guarulhos em 2021, 2.315 esterilizações deixaram de ser feitas devido ao não comparecimento dos tutores com seus animais nos dias marcados para os procedimentos. O número divulgado pela Prefeitura de Guarulhos nesta quinta-feira (27) representa 25% das 9.321 vagas oferecida nesse período.

A imediata substituição por outros animais não é possível, uma vez que, entre outras razões, no momento do agendamento o tutor preenche cadastro no qual informa as características do animal, como espécie, cor e peso para possibilitar a preparação prévia dos medicamentos, do equipamento e da equipe do Departamento de Proteção Animal (DPAN) que participará dos procedimentos.

Juliana Kopczynski, diretora do DPAN, diz que é preciso mais responsabilidade dos usuários do serviço gratuito oferecido pela Prefeitura. “É preciso que os tutores tenham consciência da importância de manter o compromisso assumido no agendamento, pois não é possível simplesmente preencher a vaga com outro animal no momento em que constatamos a falta daquele que tinha garantido a vaga. Muitas pessoas que aguardam a oportunidade de castrar gratuitamente seus pets são prejudicadas por quem marca, mas não comparece no dia do procedimento. Tais faltas acarretam ainda desperdício de recursos humanos e materiais e prejudicam o trabalho para reduzir os casos de abandono e maus-tratos de cães e gatos em nossa cidade”.

Bloqueio de seis meses

Para tentar reduzir o número de ausências injustificadas, a partir deste mês a penalidade para os tutores que não comparecerem com seu animal no dia agendado será de seis meses de bloqueio no sistema do DPAN. Anteriormente, o período proibitivo era de 30 dias.

As vagas para castração gratuita são disponibilizadas toda primeira sexta-feira de cada mês, de forma online, na página dpan.guarulhos.sp.gov.br.

- PUBLICIDADE -