Famílias invadem terreno da prefeitura na Vila Nova Bonsucesso

Foto: Giovanna Silvério/Guarulhos Hoje

Um terreno da Prefeitura de Guarulhos virou alvo de invasão na Vila Nova Bonsucesso. O HOJE esteve no local e constatou diversas construções na área localizada na rua Cordeiros, altura do número 821.

Os moradores da via, do entorno do terreno, alegam que a área está ociosa e pedem que o local seja utilizado para construção de moradias populares.

Segundo a prefeitura, a área está sob monitoramento da Secretaria de Justiça. No local há uma placa que informa ser proibido ocupar e construir na local, no entanto, isso não inibe a ação de diversas famílias que lá residem.

“Eles afirmam que estão invadindo e ainda vão continuar. No mês passado completou um ano que eu estou morando aqui do lado e antigamente este terreno era só mato, de repente invadiram tudo. Todos nós estamos com muito medo de que a situação chegue aqui mais próximo de nós”, contou uma moradora e dona de casa, de 37 anos, que preferiu não se identificar.

Segundo a reportagem apurou, além de invadirem, muitos estão vendendo partes da área de forma irregular. “Cada um já tem sua parte e estão limpando o terreno. Estão construindo barracos de madeira e nós tememos o risco de incêndio. Aqui a prefeitura poderia construir uma quadra ou até mesmo fazer casas e vender com um valor mais acessível”, explicou o assistente administrativo, de 45 anos, morador da região que também preferiu não se identificar.

Em nota, a Secretaria de Justiça confirmou que a área é de propriedade da Prefeitura de Guarulhos e que retirou as construções que estavam vazias na segunda-feira (23). Nesta quarta-feira (25) houve novas tentativas de erguimento de construções, que, segundo a pasta “também serão desfeitas pelas equipes responsáveis”.

A secretaria destacou, ainda, que “nas construções em que já moram pessoas não é possível retirá-las. A prefeitura tentará incluir esses munícipes no programa Locação Social, da Secretaria de Habitação, mas se isso não for possível será aberta uma ação de reintegração de posse pela via judicial”.

- PUBLICIDADE -