Alckmin sobre aliança com PT: Estamos juntos porque o Brasil precisa

Foto: SUAMY BEYDOUN/AE

Em evento que oficializou a candidatura de Fernando Haddad (PT) ao governo de São Paulo, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) fez um discurso marcado por críticas à gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL) e em defesa da aliança entre polos distintos. Ao mencionar sua aproximação com PT, Alckmin reforçou que “estamos juntos porque o Brasil precisa”.

O ex-governador destacou que Bolsonaro tirou “o Brasil do mapa do mundo e colocou no mapa da fome” e citou o desemprego alto e a perda real no salário mínimo. A fala voltada à disputa nacional durante convenção estadual reflete a estratégia dos petistas em nacionalizar a campanha paulista.

Ao longo do discurso, Alckmin fez elogios a Haddad e disse que o candidato foi “melhor ministro da Educação do Brasil e grande prefeito de São Paulo”.

O ex-tucano também citou Márcio França, candidato ao Senado na chapa, e disse que “Covas tinha um carinho muito especial” por ele. Como mostrou o Estadão/Broadcast, o adversário na disputa, governador Rodrigo Garcia (PSDB), vai recorrer, ao longo da campanha, ao tucano e ex-governador de São Paulo Mário Covas como referência de “padrinho” em seus discursos.

- PUBLICIDADE -