Há 10 anos, desabrigados do Rodoanel recebem R$ 480 de auxílio-aluguel

Ivanildo Porto
- PUBLICIDADE -
C&C

Maria Menezes

Desde 2013 os moradores que residiam na faixa de domínio onde o trecho Norte do Rodoanel está sendo construído em Guarulhos recebem o valor de R$ 480 como auxílio-aluguel.

“Meu pai morava na região do São João e foi morar de aluguel. Acontece que há 10 anos está recebendo somente R$ 480 para pagar a despesa da casa. Agora conseguimos um imóvel para comprar e eles disseram que dariam uma carta de crédito no valor de R$ 180 mil. Nós procuramos com muito custo até encontrar um lugar, mas, após várias exigências de documentos do imóvel, nos deixaram aguardando por uma posição. Já são meses de espera”, disse a filha de um morador do local.

Segundo ela, outras famílias passam pela mesma situação, com uma série de dificuldades devido ao valor recebido para o pagamento dos aluguéis. “Alguns ex-moradores se encontram em dificuldades ainda maiores. Muitos mal conseguem se alimentar devido a situação, já que precisam tirar do sustento para completar o valor do aluguel, que não custeia mais lugar algum, nem um cômodo”, completou.

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) informou ao HOJE que as condições de atendimento prestados as famílias foram estabelecidas em programa de Reassentamento específico, de responsabilidade da Dersa e vem sendo operada pela CDHU, em valores estabelecidos pelo DER. “Conforme o convênio vigente, firmado entre DERe CDHU, por meio do qual estão definidas as ações relativas ao atendimento provisório dos beneficiários, o valor do auxílio-moradia – que tem como função apoio à situação de moradia provisória – é de R$ 480,00”, disse em nota. 

Em relação à carta de crédito, a CDHU esclareceu que os beneficiários foram convocados para reuniões de esclarecimento sobre as possibilidades de atendimento habitacional definitivo através de Carta de Crédito ou em empreendimento da CDHU em execução. “Todas as famílias foram chamadas para a realização dos procedimentos pertinentes. A Companhia mantém contato com as famílias cadastradas e os atendimentos estão sendo promovidos nestas modalidades”, esclareceu.

- PUBLICIDADE -