De Nação Zumbi a Glória Groove, confira os destaques da Virada

Reprodução/Rede social

O Estadão preparou uma curadoria com shows que devem ser os destaques deste ano. O Palco Anhangabaú, o único 24h, terá Glória Groove, Alceu Valença e uma homenagem a Rita Lee no domingo, 11h30, com seu filho Beto Lee, Manu Gavassi e Paula Lima.

Todas as arenas recebem também a Viradinha, das 9h às 12h, com programação voltada para as crianças, que inclui atrações como Palavra Cantada e Mundo Bita. Veja outras apresentações do evento:

BACO EXU DO BLUES. O rapper abre a programação do palco de Itaquera, cantando sucessos como Me Desculpa Jay-Z e Hotel Caro. Sábado, 17h.

ALESSANDRA LEÃO E SAPOPEMBA. Encontro sonoro em uma São Paulo migrante, diversa, que aponta para um futuro difuso, para um tempo não linear que se movimenta e movimenta os corpos. No repertório, cantigas de terreiro, cocos e reisado. Sábado, 18h, no Sesc 24 de Maio.

DJ SET COM DJ TONY HITS. Um dos DJs pioneiros na discotecagem brasileira e especialista em música negra brasileira e norte-americana, Tony Hits tem se especializado em animar as pistas dos bailes de samba-rock. Sábado, 18h, no Sesc Vila Mariana.

BRUNA CARAM. Em Afeto e Luta, Bruna Caram canta em homenagem ao compositor Gonzaguinha, que morreu há 30 anos. No repertório, clássicos como Explode Coração e É. Sábado, 19h, Sesc Bom Retiro

CÉU. Apresentação acústica e intimista que inclui sucessos como Lenda, Malemolência, Cangote, Varanda Suspensa e outros. Sábado, 20h, no Sesc Consolação.

BAIANASYSTEM. A lembrança do bloco Navio Pirata como um comportamento que permite o encontro de muitas rotas, a energia do instrumental presente nas diferentes referências que formam o grupo, e a luta alimentada de esperança trazem para essa retomada de shows do BaianaSystem a força de uma América do sol. Vale do Anhangabaú, sábado, 20h30.

IVAN LINS. Apresentação fala do seu amor pela vida, pelo País, pela família e pelas pessoas que o inspiraram em seus mais de 50 anos de carreira. Sábado, 21h, no Sesc Pinheiros.

NAÇÃO ZUMBI. O grupo formado no início dos anos 1990 no Recife e que mistura guitarras distorcidas e maracatu encerra a programação do sábado do Palco Butantã, às 21h.

FRENTE CUMBIERO. Com uma longa e vitoriosa carreira, Frente Cumbiero tornou-se um dos maiores campeões na exploração sonora da cumbia latino-americana. É reconhecido como uma ponta de lança do movimento da nova cumbia em nível global. Sábado, 23h, na Praça das Artes (Av. São João, 281).

OTTO CANTA REGINALDO ROSSI. No ano que marca uma década da morte do Rei do Brega, o cantor celebra sua obra com releituras de seus maiores sucessos como GarçomA Raposa e as Uvas e Mon AmourMeu Bem, Ma Femme. No Sesc Pompeia, sábado, às 23h30.

ANAVITÓRIA. Lançado de surpresa na virada de 2020 para 2021, COR é o terceiro álbum autoral de Anavitória, duo surgido no cenário pop brasileiro em 2015 que, em menos de um ano, se tornou referência no segmento. Domingo, 15h, no Palco Butantã.

ALCEU VALENÇA. Espetáculo exclusivamente formado pelos grandes sucessos de Alceu, aqueles que lotam estádios e arrebatam multidões no Brasil e no exterior. No Vale do Anhangabaú, domingo, 16h.

MELIM. A banda composta por três irmãos começou a fazer sucesso com covers na internet e agora acumula hits como Meu Abrigo e Gelo. Domingo, 16h, no Palco Butantã.

MARINA SENA. Cantora mineira apresenta sucessos de seu mais recente álbum, Vício Inerente, encerrando as apresentações no Palco Butantã, às 17h de domingo.

LOS MIRLOS. É um grupo que há muito tempo difunde a música e a cultura da Amazônia peruana. Na Virada, serão apresentadas informações sobre seus primórdios, experiências, anedotas e história da cumbia peruana. Domingo, 18h, na Ocupação Amazônica, (Avenida São João, 281).

IZA. A cantora mostra seus grandes sucessos, encerrando oficialmente a Virada Cultural de 2023. No Vale do Anhangabaú, domingo, 18h30.

Confira a programação completa através do link https://viradacultural.prefeitura.sp.gov.br/

- PUBLICIDADE -