Volta às aulas dos 119 mil alunos da rede municipal acontece nesta terça-feira

Camila Rhodes/PMG

Mais de 119 mil alunos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens Adultos (EJA) da rede de ensino de Guarulhos retornam às aulas nesta terça-feira (25) após o período de recesso escolar. O início do segundo semestre letivo contempla todas as 251 unidades escolares para mais um ciclo de aprendizado e desenvolvimento.

A equipe escolar está preparada para acolher estudantes e suas famílias, com orientações importantes sobre o envolvimento contínuo entre os familiares ou responsáveis e a escola.

“As famílias têm o papel fundamental no processo educacional das crianças. Garantir que cada aluno tenha a oportunidade de se desenvolver plenamente é o nosso dever, por isso todo o nosso corpo docente, gestores e estagiários passaram por formações pedagógicas, desde o replanejamento às práticas em sala de aula”, comentou o secretário de Educação, Alex Viterale.

Além disso, na última quinta-feira (20) mais de mil cozinheiros da rede municipal participaram de uma formação online oferecida pela equipe de nutrição da Secretaria de Educação. O objetivo é otimizar ainda mais a qualidade dos serviços de alimentação e proporcionar assim um melhor atendimento aos alunos.

Replanejamento

Com o objetivo de contribuir com a melhoria do processo educativo dos estudantes, professores e gestores das escolas municipais participaram de encontros de replanejamento em suas unidades escolares na sexta-feira (21) e nesta segunda-feira (24), conforme previsto no calendário escolar 2023.

As EPGs Patrícia Galvão e Maria Isabel de Assis realizaram o encontro em conjunto. A proposta de juntar as unidades escolares nesse momento partiu da necessidade de fortalecer as equipes para que pudessem partilhar experiências, nas quais as crianças são protagonistas.

Com o objetivo de evidenciar práticas que potencializam os ambientes organizados em contextos investigativos, as equipes gestoras de ambas as unidades convidaram o arte-educador, ecobrinquedista e membro da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, Renato Barbosa, que trouxe para o grupo o debate Materiais não Estruturados: O Brincar e suas Materialidades. A vivência sensibilizou os educadores para identificar possibilidades em materiais naturais que fazem parte do cotidiano. Os educadores foram convidados a brincar com o corpo, explorar estações preparadas com elementos diversificados e promoveram uma oficina para a criação de um personagem, o que inspirou novas narrativas.

“O encontro instrumentalizou os educadores para olharem os processos de mediação em contextos investigativos, propiciando momentos de pesquisa, considerando e ampliando o repertório da criança”, pontuou Marcela Di Lauro, diretora da EPG Maria Isabel de Assis.

- PUBLICIDADE -