Destaque da Meia Maratona de Guarulhos, servidora da Prefeitura se prepara para correr nos EUA

Divulgação/PMG

Há 12 anos a corrida entrou na vida da servidora da Prefeitura de Guarulhos Andreza Gonçalves, de 42 anos. A princípio, apenas como apoio no processo de emagrecimento, mas o esporte se tornou uma paixão que a transformou na atleta que conquistou a segunda posição nos 5 km femininos da 2ª Meia Maratona Internacional de Guarulhos, disputada no último domingo (30).

Andreza concluiu a prova em 21min51seg, sua melhor marca neste percurso. Além de correr “em casa”, outro fator importante trouxe um brilho ainda maior ao seu desempenho. “Foi um pódio muito especial. Eu corri onde tudo começou, cheguei atrás de uma jovem de 23 anos, maravilhosa, correndo com todo o seu vigor, e na frente da Ana Emperador. Era ela que eu olhava e pensava: um dia vou correr assim”, comentou a maratonista, que é analista de sistemas com ênfase em negócios no Departamento de Informática e Telecomunicações da Prefeitura.

Inicialmente o esporte foi incluído na rotina da corredora para auxiliar na perda de peso e, consequentemente, a sair do sedentarismo. Entretanto, os primeiros passos no Bosque Maia a levaram a provas na Espanha, no Chile, no Uruguai, na Argentina e nos Estados Unidos. Outro marco na carreira de Andreza foi conseguir o índice necessário para correr na 128ª Maratona de Boston (EUA), que acontecerá no dia 15 de abril de 2024.

A tão sonhada vaga veio após tentativas nas maratonas de Porto Alegre, Buenos Aires (ARG) e Utah (EUA), todas disputadas no espaço de um ano. “Precisava concluir uma dessas provas em 3h43min. Por três minutos não consegui na Argentina, então decidi que a próxima tentativa seria em Utah. Meu namorado, que também corre, abdicou da prova dele para correr ao meu lado, o tempo todo ditando o tempo que eu precisava para cumprir a minha meta. Corremos os 42 km lado a lado e consegui cruzar a linha de chegada em 3h36min. Foi especial demais”, recordou.

Praticar um esporte regularmente e ver o impacto positivo na saúde física e mental são os propulsores diários na vida de Andreza. “Hoje eu tenho mais consciência de que preciso respeitar meu corpo, pois dependo dele para continuar realizando meus sonhos nesse esporte, e isso vai muito além do peso: exige saúde por completo”, finalizou.

- PUBLICIDADE -