Zoológico de Guarulhos recebe sete micos-leões-dourados resgatados do comércio ilegal no Suriname

Nicollas Ornelas/PMG
- PUBLICIDADE -
C&C

O Zoológico de Guarulhos recebeu nesta quarta-feira (23) sete micos-leões-dourados, espécie em risco de extinção, trazidos de volta ao Brasil após serem resgatados no Suriname, país localizado na costa nordeste da América do Sul, onde, segundo informação do Ibama, seriam comercializados por cerca de dez mil dólares cada animal.

Após cerca de 13 horas de voo, agentes da Polícia Federal, do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) entregaram os animais aos cuidados dos veterinários do zoo, que imediatamente começaram os procedimentos de primeiros socorros a um dos micos, que se mostrou apático durante a viagem. Já recuperado, o primata se juntou aos outros seis indivíduos no recinto de quarentena, onde passaram a noite e vão permanecer por 30 dias.

De acordo com a diretora do Zoológico de Guarulhos, Fernanda Magalhães, a quarentena é necessária para garantir que não haja contaminação por doenças. “Nesses 30 dias de isolamento vamos nos certificar sobre as condições de saúde dos animais para providenciar tratamento, se necessário, e também para proteger o nosso plantel. Além do acompanhamento constante do comportamento, também serão feitos exames de sangue, de urina e de fezes, além de análise genética para verificar se existe consanguinidade entre eles, fator que vai ajudar a decidir o destino do grupo”, explicou a gestora.

Este é o primeiro caso de repatriação de animais pelo Zoológico de Guarulhos. O parque foi escolhido para receber os primatas após avaliação pelo Ibama, que considerou bastante satisfatórias as condições de acolhimento e de tratamento oferecidas no local. Outro fator considerado na escolha é a participação do zoológico em programas de conservação das espécies sagui-da-serra-escuro, saium-de-coleira, mico-leão-preto, onça-pintada, lobo-guará, mutum-do-sudeste, papagaio-do-peito-roxo, jacutinga e ararajuba.

Tráfico de animais silvestres

De acordo com dados da Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas), anualmente no Brasil 38 milhões de animais são retirados da natureza para o comércio ilegal tanto dentro quanto fora do país. Também de acordo com a rede, o tráfico de animais silvestres movimenta R$ 2 bilhões por ano no Brasil, sendo a terceira maior atividade ilegal do mundo, ficando atrás somente do tráfico de armas e de drogas.

Serviço

O Zoológico de Guarulhos fica na rua Dona Glória Pagnoncelli, 344, Jardim Rosa de França, e está aberto de terça-feira a domingo, das 9h às 17h, com entrada permitida até as 16h30.

- PUBLICIDADE -