Após morte de guarulhense, procura por vacinas crescem nas UBSs

Após a morte do guarulhense morador do Jardim Munhoz, de 69 anos, por febre amarela, a procura pela vacina cresceu na cidade, e muitos usuários reclamam da constante demora para conseguir tomar a dose contra doença.

Nesta terça-feira (09), na Unidade Básica de Saúde (UBS) Cavadas, por exemplo, havia uma grande fila. “Esperei 20 minutos, e acabei desistindo”, afirmou a comerciante Cláudia Yuri Custódio, 25, revelando que chegou ao local para vacinar os dois filhos, um de três anos e outro de um ano e meio, porém, acabou desistindo diante da grande espera.

“Precisa liberar mais UBSs para distribuir a vacina”, disse Cláudia. Outro ponto de grande reclamação dos usuários também é o Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HMCA), cujo segundo os usuários a fila chegava a até 200 pessoas. “Não consegui tomar porque não esperei, se não iria demorar a sair de lá. Estava muito cheio”, afirmou Cristiane Alves.

O HOJE entrou em contato com a Secretaria de Saúde, a respeito no número de vacinas aplicadas na cidade, porém, até o fechamento desta edição não houve resposta.

Foto: Antônio Boaventura

 

- PUBLICIDADE -