Guarulhos confirma quinta morte por febre amarela

Um senhor de 60 anos, da região do Lavras, que esteve em um pesqueiro localizado entre Mairiporã e Nazaré Paulista no dia 6 de janeiro, faleceu no último dia 12, no Hospital Geral de Guarulhos (HGG). O resultado da sorologia confirmando a causa da morte por febre amarela foi divulgado nesta semana. Esta é a quinta morte de guarulhense em decorrência da doença. Sete pessoas que contraíram a febre amarela sobreviveram.

A família da quinta vítima informou que ele não era vacinado e começou a sentir os primeiros sintomas no dia 9. Na madrugada do dia 12 o homem foi atendido em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na cidade, retomando ao HGG pela segunda vez, no mesmo dia, em estado grave e com suspeita de febre amarela. O homem não resistiu e faleceu.

Os outros quatro moradores de Guarulhos que morreram também foram infectados pelo mosquito em outras cidades (dois em Atibaia e outros dois em Nazaré Paulista, o último próximo à divisa com Piracaia, o que levou autoridades da vigilância divulgarem, em um primeiro momento, que seria no último município).
Desde o início de surto de febre amarela no Estado de São Paulo, Guarulhos registrou 12 casos confirmados da doença em moradores da cidade. Todos, sem exceção, contraíram o vírus em outros municípios da região.

Em outubro, quando houve os primeiros casos de mortes de macacos infectados por febre amarela em áreas próximas à Serra da Cantareira, a prefeitura vem adotando uma série de medidas preventivas, entre elas a vacinação da população que mora nas proximidades das áreas de risco ou frequenta essas regiões. Até o momento já foram imunizadas 548.605 pessoas na cidade.

Após a confirmação ocorrida na quinta-feira (1°), de que Guarulhos será contemplado com a dose fracionada da febre amarela, no próximo sábado (3) haverá o chamado Dia D da campanha contra a febre amarela, quando terá início à vacinação das doses fracionadas nas 69 UBS da cidade, além do Ambulatório da Criança, com atendimento das 10 às 16h. A expectativa é de que sejam vacinadas aproximadamente 100 mil pessoas somente neste dia. Vale ressaltar que o comprovante de residência ou de que trabalha na cidade continua sendo exigido, assim como a avaliação médica às pessoas com 60 anos ou mais. Durante a semana, as 69 unidades continuarão vacinando mediante agendamento.