Com defasagem no quadro de funcionários, Receita Federal solicita abertura de 2 mil vagas ao governo federal

Com defasagem no quadro de funcionários, Receita Federal solicita abertura de 2 mil vagas ao governo federal

Novo concurso está previsto para este ano. Do total de vagas, 630 são para auditor-fiscal e 1.453 para analista-tributário

Com defasagem no quadro de funcionários, a Receita Federal solicita abertura de 2.083 vagas ao governo federal. Em análise desde o ano passado, o órgão sofre com a falta de reposição dos servidores aposentados, e segundo eles, seria necessário contratar quase 20 mil novos auditores e analistas.

A expectativa é que o concurso, um dos mais disputados no Brasil, seja autorizado e tenha seu edital publicado ainda este ano. A remuneração inicial é de R$ 11.639 para analistas e R$ 20.123 para auditores – ambos os cargos exigem dos candidatos nível superior completo em qualquer área de formação. Com bônus e promoções, esse valor pode subir para R$ 30 mil ao longo da carreira.

O último concurso da Receita Federal para auditor foi realizado em 2014. Na época, 68.550 pessoas se inscreveram para 278 vagas (246,58 candidatos por vaga). Na objetiva foram cobradas as matérias de Língua Portuguesa, Espanhol ou Inglês, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Administração Geral e Pública, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário, Auditoria, Contabilidade Geral e Avançada, Legislação Tributária e Comércio Internacional e Legislação Aduaneira.

A última seleção para analista foi aberta em 2012, para 750 vagas. Em todo o país, 93.692 pessoas se inscreveram no concurso (média de 124,92 por vaga). As provas foram sobre Língua Portuguesa, Espanhol ou Inglês, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Direito Constitucional e Administrativo e Administração Geral, além de Direito Tributário, Contabilidade Geral, Legislação Tributária e Aduaneira (área Geral) ou Direito Tributário, Contabilidade Geral e Informática (área de Informática).

Além das provas objetivas, os concursos para os dois cargos abrangem provas subjetivas (dissertativa para analista e discursiva para auditor) e sindicância de vida pregressa. Todas as seleções no âmbito do Ministério da Fazenda são organizadas pela Escola de Administração Fazendária (Esaf).

Serviço:
Central de Concursos
Unidade Guarulhos (Avenida Doutor Timóteo Penteado, n° 865, próximo da Praça do Estudante)
Telefone: 2447-8800

Foto: Ivanildo Porto

Deixe seu Comentário