Educação tem como meta em 2019 ampliar matrículas para creches em período integral

Desmembrada do Esporte e da Cultura, a Secretaria de Educação terá para o próximo ano a bagatela de pouco mais de R$ 1 bilhão para investimentos na área. De acordo com o secretário João Carlos Pannocchia, a meta principal para 2019 está voltada para a ampliação do número de vagas em creches da rede municipal para atendimento em período integral.

Pannocchia revelou que atualmente o município possui 24 mil crianças matriculadas neste módulo de educação, sendo 4 mil delas em período integral. Para atender esta demanda a prefeitura conta com o apoio das instituições conveniadas, que devem permanecer para o próximo ano. Em abril deste ano, a administração pública revelou ao HOJE um déficit de 8.500 crianças, que aguardam por uma vaga.

“Nós atendemos, hoje, em período integral as ordens judiciais por que não temos vagas para período integral para todos. Nós pretendemos ampliar dentro das nossas limitações para o máximo possível”, explicou Pannocchia.

Além da proposta para melhorar o atendimento para crianças de até 3 anos, a Secretaria de Educação tem como propósito ampliar o período de funcionamento. “A outra meta é a organização do atendimento das unidades escolares em dois turnos para funcionamento. Hoje nós temos 57 escolas atendendo em dois períodos”, disse.

Em relação ao orçamento aprovado de R$ 975 milhões para investimentos neste ano, o montante previsto de R$ 1,1 bilhão para 2019 é superior em 5,2%. Também constam na lista de prioridades daquela pasta para o ano seguinte o aumento de pontos com rede wi-fi e a integração com a Guarda Civil Metropolitana (GCM) para melhorar a segurança nas unidades escolares da rede municipal de ensino.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto