No dia 14 do mês passado, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), através de um comunicado enviado para a imprensa, teria afirmado que iria disponibilizar água diariamente durante os próximos dois meses para 27 mil moradores entre os seguintes bairros: Jardim Paulista, Jardim Moreira, Jardim Gracinda, Jardim Ema, Vale dos Machados, Jardim Patrícia, Jardim Las Vegas, Jardim Betel e a parte de baixo do Parque Continental I, porém, não foi exatamente o que ocorreu, de acordo com os moradores, alegando que o rodízio prossegue nos bairros.

“Seria bom se ocorresse o término do rodízio, porque assim poderíamos organizar melhor a nossa vida”, afirmou a cabeleireira Cíntia Nunes, 29, moradora do Jardim Las Vegas. A reportagem do HOJE percorreu três bairros, Jardim Betel, Jardim Gracinda e Las Vegas, porém, em nenhum deles havia terminado o rodízio.

A dona de casa Ingrid Vasques, 57, moradora do Jardim Gracinda, afirma que caso houvesse o término do rodízio, a situação iria melhorar para todo o bairro. “Eu acho importante o término do rodízio porque a gente tem água todos os dias, e pode utilizá-la a qualquer momento, porém, temos que ter a consciência e evitar o desperdício”, destacou.

O HOJE questionou o Saae sobre a continuidade do rodízio na região, e a empresa destacou que a mudança no abastecimento nos bairros citados pela matéria ocorre em caráter experimental. “A autarquia está tentando disponibilizar água diariamente para esses locais, mas até o momento problemas técnicos estão inviabilizando isso. Estão sendo realizadas adaptações no sistema para garantir que a população tenha água todos os dias em suas torneiras”.

Reportagem: Ulisses Carvalho

ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here