Casal é preso acusado pelo homicídio de bebê com apenas dois meses na Vila Izabel

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Na manhã desta quinta-feira (21), na rua Municipal, no bairro do Vila Izabel, região do Pimentas, um casal foi preso por homicídio qualificado contra o próprio filho, identificado como Cauã, de apenas dois meses. O boletim de ocorrência foi registrado no 4° Distrito Policial, no Parque Alvorada e os suspeitos Erielton de Souza Silva, 31 e Francisca Suziany Ferreira de Lima, 36, foram encaminhados para a carceragem do 1° Distrito Policial.

De acordo com o boletim de ocorrência, o pai acusa a mãe pelas lesões que culminaram na morte da criança, porém, Francisca alega que a ação violenta de Silva que tirou a vida do bebê. A criança ainda chegou a ser encaminhada para o Pronto Atendimento (PA) Alvorada, após a chegada da Polícia Militar, porém, já estava morta.

Em depoimento a Polícia Civil, segundo o boletim Na manhã desta quinta-feira (21), na rua Municipal, no bairro do Vila Izabel, região do Pimentas, um casal foi preso por homicídio qualificado contra o próprio filho, identificado como Cauã, de apenas dois meses. O boletim de ocorrência foi registrado no 4° Distrito Policial, no Parque Alvorada e os suspeitos Erielton de Souza Silva, 31 e Francisca Suziany Ferreira de Lima, 36, foram encaminhados de ocorrência, Silva alegou que foi a um bar com a esposa na noite de quarta-feira (20), e que durante a madrugada, tiveram uma discussão e Francisca teria retornado a casa primeiro. Quando o suspeito voltou à residência, alega que viu o filho roxo nos braços da esposa.

Francisca afirmou a polícia que foi comprar cerveja com o marido, e quando retornaram, Silva teria passado a agredi-la e teria chegado a expulsá-la de casa, e quando a mãe teria retornado, o bebê já estava morto e roxo, informou a suspeita, alegando em depoimento que teria utilizado dois pinos de cocaína.

O pai do suspeito teria informado a polícia que o casal é usuário de drogas, e que mesmo morando com eles, chegou a cuidar do Cauã até às 5h desta quinta-feira, quando retornaram do bar e começaram a discutir. A testemunha estaria fazendo um café ouviu os gritos da nora e voltou para o quarto, quando teria observado os dois se agredindo e o bebê com coloração roxa na cama.

A testemunha teria orientado o casal a levar o filho para o hospital, porém, ambos não teriam aceitado e Silva teria brigado com o pai, que acabou indo trabalhar. O acusado informou a Polícia Civil que no bar ingeriu bebida alcoólica e fumou maconha. Os vizinhos acionaram a PM, que prendeu o casal em flagrante.

O casal irá responder por homicídio qualificado. A polícia solicitou exame toxicológico para a dupla e exame necroscópico para o bebê. “A Polícia Militar deteve um casal suspeito de envolvimento no homicídio qualificado de uma criança, no bairro Pimentas. O caso está sendo registrado no 4º DP do município, por onde a investigação seguirá”, informou em nota a Secretaria de Segurança Pública do estado de São Paulo.

Foto: Divulgação