Prefeitura é autorizada a solicitar empréstimo de US$ 96 mi para obras no ‘Baquirivu-Guaçu’

Antônio Boaventura

[email protected]

A Câmara Municipal aprovou nesta segunda-feira (16), em sessão extraordinária, proposta do prefeito Guti (PSB) para obter empréstimo internacional com a finalidade de custear obras no rio Baquirivu-Guaçu. No projeto não há relações com outros municípios para participar da operação.

O crédito externo de aproximadamente R$ 400 milhões, de acordo com a cotação do dólar desta segunda, deverá ser obtido junto à Corporação Andina de Fomento (CAF). Nos termos da propositura, os recursos provenientes das operações de crédito serão aplicados no âmbito do “Programa de Macrodrenagem e Controle de Cheias do Rio Baquirivu-Guaçu de Guarulhos”, o qual contemplará a duplicação da Avenida Jamil João Zarif, com ciclovia e corredor de ônibus, possibilitando loteamentos sociais no bairro Ponte Alta com saneamento básico, mobilidade e desenvolvimento urbano socioambiental.

O programa visa agregar os estudos de controle de enchentes previstos no Plano Diretor de Macrodrenagem do Alto Tietê (PMAT), elaborado pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (DAEE), ao projeto de canalização no modelo aberto, ampliação do leito desde a divisa de Guarulhos com Arujá até as proximidades da sua foz com o Rio Tietê.

Também está previsto a ampliação do Córrego Cocho Velho em sua foz, execução do parque linear, reconstituição dos taludes, recomposição da mata ciliar, recuperação das áreas de várzeas e remanejamento da população afetada pelas inundações e das que estão em área de preservação, criando nessa faixa um amplo parque linear com áreas de retenção de cheias que será envolto, no futuro, por sistema viário. Assim, a aprovação da propositura tem o objetivo de permitir a realização de diversas medidas interligadas e imprescindíveis.

“A dívida consolidada líquida do município montava ao final do 5º bimestre de 2019 ao valor de R$ 1.564.984.177,75. Somando esse valor ao empréstimo externo ora pretendido (US$ 96.000.000,003) tem-se R$ 1.960.504.177,75”, concluiu Guti na justificativa do projeto.

Foto: Ivanildo Porto