Cultura: Prêmio de Literatura Guarulhense contempla 36 escritores

Da Redação
[email protected]

Escritores contemplados pelo Prêmio de Literatura Guarulhense participaram de solenidade, no Anfiteatro Pedro Dias Gonçalves, ocasião em que receberam exemplares da antologia poética na qual seus poemas, crônicas ou contos foram publicados. Iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura, a láurea foi para 36 participantes, que receberam o prêmio das mãos do secretário de Cultura, Vitor Souza.

“É com grande satisfação que a Prefeitura de Guarulhos promove a entrega dessa premiação, que faz parte de importante etapa de retomada de um ciclo de editais para valorização dos escritores guarulhenses. A primeira edição do Prêmio de Literatura Guarulhense coroa outras ações da Secretaria de Cultura, como a contratação de novos Agentes de Leitura, que vêm atuando com grande dinamismo em ações de promoção e fomento da leitura”.

O evento também marcou o lançamento do Edital Prêmio João Ranali de Literatura, cujas inscrições terão início na próxima quarta-feira, dia 9, e vão até 31 de janeiro. “Além de homenagear a Biblioteca Monteiro Lobato em seu aniversário de 80 anos com o nome de seu patrono, o Prêmio João Ranali rememora o fundador da Academia Guarulhense de Letras, valorizando os escritores guarulhenses e renovando o cenário literário da cidade”, explica Vitor Souza.

Valorização

Em meio aos vencedores do prêmio literário, o servidor público Jeferson Raimundo Nascimento dos Santos, de 54 anos, conta que inscreveu duas obras e foi contemplado nas categorias contos e poemas. “A sensação de ter sido premiado é muito boa, é a primeira vez que ganhei um prêmio com um trabalho literário, estou muito feliz”, conta o escritor, que já tem um livro lançado.

O guarulhense Paulo Rodrigo de Lima, 33, conta que pretende ser escritor. Recém-formado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), ele enviou uma poesia para o concurso, chamada Fortes Emoções: “A poesia trabalha com o contraste entre a potência e a essência humana, que, mesmo forte, também é sensível”, conta Paulo, enfatizando que a sensibilidade humana é a maior força que o homem tem. Ainda confessa bastante satisfação e orgulho em ter sua poesia escolhida para um prêmio literário em sua cidade natal.

Thais Pereira Santana, 20 anos, é guarulhense. Ela enviou uma poesia para o concurso e se surpreendeu com a notícia da escolha de seu trabalho. Estudante de Letras da Universidade Guarulhos (UNG), ela vê com bons olhos inciativas de fomento à literatura com o Prêmio de Literatura Guarulhense. Além de formar leitores, premiações como essa ajudam as pessoas a desenvolver pensamento crítico e a buscar informações mais confiáveis, e conhecimentos em todas as esferas”, diz Thais, revelando verdadeira paixão pela literatura.