Sem receber doses suficientes, Guarulhos é a 621ª cidade em ranking de vacinação contra a covid-19

O Governo de São Paulo passou a divulgar nesta quinta-feira (8) o ranking das cidades que mais aplicaram doses do total de vacinas distribuídas no estado contra a covid-19. Guarulhos figura na 621ª posição, entre os 645 municípios paulistas, com um total de 94.106 doses aplicadas – representando 6,8% da população.

A capital figura na 273ª posição, com 1.527.468 doses representando uma imunização de 12,4% da população. Já Campinas – terceira maior cidade do estado – aparece na 298ª posição com 147.221 doses aplicadas, representando 12,1% da população imunizada. Em primeiro lugar está o município de Serrana, com 29.305 doses significando 64,2% da população imunizada.

A ferramenta está disponível no site do Vacinômetro do Governo de São Paulo (www.vacinaja.sp.gov.br/vacinometro), no botão “Ranking de Aplicação das Doses Distribuídas”. O Vacinômetro é alimentado diretamente com as informações do Vacivida, plataforma digital integrada para monitorar toda a campanha de vacinação contra a COVID-19 no Estado.

As informações são atualizadas diariamente, com base nos números alimentados pelos municípios. Apenas a cidade de Serrana foi excluída deste ranking devido o Projeto S, que contempla a aplicação e distribuição de doses fora do âmbito do PEI (Plano Estadual de Imunização).

Como explicado em nota técnica no próprio portal, as primeiras cidades do ranking têm percentual de doses aplicadas superior ao número de vacinas distribuídas. Essa variação tem relação com o aproveitamento dos frascos do imunizante. No início da campanha, o frasco da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, armazenava quantidade pouco maior ao do recipiente usado atualmente.

O Instituto Butantan identificou que, em vez das 10 doses previstas aprovadas na autorização de uso emergencial emitida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e na bula, do frasco anterior poderiam ser aspiradas 11 ou 12 doses, situação que foi detectada em 92,8% dos lotes. Por isso, o número de doses aplicadas por alguns municípios é maior ao de vacinas distribuídas, levando em conta a média de 10 doses aspiradas por frasco.