Câmara poderá permitir instalação de lombadas por munícipes

A instalação de lombadas, quebra-molas, ondulações transversais ou redutor de velocidade de concreto usinado por iniciativa da população poderá ser ?regularizada. O vereador Danilo Gomes (DC) apresentou projeto permitindo que a população execute a instalação desses redutores de velocidade?sob orientação?e com o aval da Prefeitura. O projeto foi deliberado na Sessão Extraordinária de quarta-feira (6) para análise das Comissões Temáticas da Câmara de Guarulhos. Após a votação, o autor justificou a iniciativa: “Esse projeto propõe que um técnico da Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana vistorie o local e defina se ali cabe uma lombada, conforme a Resolução nº 600 do Contran, para que população possa fazer com a sua própria mão de obra. A medida prevê que não poderá haver cobrança de qualquer empresa para prestar esse serviço e, após a implantação, a Secretaria fica responsável por fazer toda a sinalização, para deixar o local seguro”. 

O presidente da Câmara, Martello (PDT), comentou a proposta, destacando?que é preciso buscar alternativas mais modernas de controle de velocidade. “Lombada é uma questão que eu mesmo já indiquei várias aí pela cidade nesses anos em que milito na política, até contrariado por aquilo que eu penso. Entendendo a necessidade do morador que tem filhos, que tem esposa, que o trânsito não respeita a rua em que ele mora, mas a gente deveria pensar em coisas mais modernas, como um semáforo ou radar que multa se passar de 50 quilômetros por hora. Acho que é mais respeitado um radar do que realmente uma lombada, mas é um assunto polêmico e, com certeza, muita gente vai dar sugestão sobre o que seria melhor para a população guarulhense”.   

Nenhum outro parlamentar se manifestou sobre o tema.