Artesãos recebem credenciais da Feira da Economia Solidária

Fotos: Fabio Nunes Teixeira/PMG

Os artesãos da Feira da Economia Solidária receberam na tarde desta sexta-feira (10) as credenciais oficiais da Secretaria do Trabalho de Guarulhos. A cerimônia, que contou com a presença de 30 pessoas, aconteceu no teatro da Biblioteca Monteiro Lobato, no Centro. Durante o mês de dezembro cerca de cem credenciais serão entregues. 

 O vice-prefeito Professor Jesus, representando o prefeito Guti, participou da entrega e ressaltou a importância da valorização desses profissionais, que tanto abrilhantam a cidade. “Vocês estão sendo reconhecidos como parte de um projeto que faz parte também da retomada da nossa cidade. Que continuem trabalhando muito e vendendo cada vez mais”, afirmou. 

De janeiro a dezembro de 2021 o número de artesãos cadastrados e ativos em Guarulhos cresceu 50%, passando de 49 para 98, e, no momento, existem 25 fichas em análise para iniciarem os trabalhos. “São oito pontos na cidade onde os artesãos podem comercializar seus produtos por preços populares, o que faz a economia girar e incentiva a produção de artesanatos com materiais sustentáveis ou reutilizáveis”, disse Toninho Magalhães, secretário do Trabalho. Tanto ele quanto o vice-prefeito receberam credenciais de forma simbólica.

Seguindo uma programação definida semanalmente, a feira está presente nos seguintes locais: Bosque Maia, zoológico, parque Júlio Fracalanza, Terminal Pimentas, calçadão da rua Dom Pedro II, Lago dos Patos, praça Paschoal Thomeu e Internacional Shopping. 

Além de disponibilizar pontos gratuitos para que os artesãos comercializem seus produtos, a Prefeitura de Guarulhos também auxilia na viabilização de linhas de crédito para esses profissionais e provê assessoria técnica para a organização dos eventos. 

Para Aline Moreira, que trabalha com produção de artesanato há três anos e vende seus produtos na feira desde então, a economia solidária é uma porta aberta, que possibilita um contato mais próximo com os clientes. “É uma oportunidade muito boa de vendas. Muitas pessoas, às vezes, não têm acesso às mídias digitais para vender, então as feiras nos proporcionam esse contato mais próximo em ocasiões especiais e também nas lojas do shopping, que estão lá permanentemente”, explicou.