Geraldo Celestino encontra pela 1ª vez ator que interpretou vereador no filme Mamonas

Gil Campos
- PUBLICIDADE -
C&C

Gil Campos

A diferença de idade entre os dois é de 21 anos. O Geraldo Celestino, vereador de Guarulhos pelo PMN tem 66 anos. Já o Geraldo Celestino do filme Mamonas Assassinas – O Impossível Não Existe, o ator e dublador Pedro Pauleey, tem 45 anos. Mas a sintonia entre eles surpreende. Parecem amigos de longas datas. Cada um diz ser o “Geraldo verdadeiro” e arrancam boas gargalhadas.

O incrível é que os dois conversaram pessoalmente pela primeira vez, desde que o filme foi lançado em dezembro do ano passado, na redação do HOJE, na segunda-feira (11), depois de vários desencontros durante a gravação.

“Prazer, Geraldo Celestino”, se apresentou o ator. O vereador logo estirou a mão: “Geraldo Celestino sou eu”.

Toda “confusão” começou em janeiro do ano passado quando Pauleey recebeu o convite para viver Geraldo Celestino no cinema. Ele lembra: “A produção do filme fez o convite e me deu os textos. Imaginei um Geraldo idoso, pois a história dele com os Mamonas havia décadas. Fui fazer o teste e até deixei meus cabelos grisalhos. Depois comecei a pesquisar a vida do vereador e vi que não era nada daquilo que imaginei”.

Foi na primeira campanha eleitoral de Celestino para vereador, início da década de 1990, que ele se aproximou de Dinho, Bento, Júlio Rasec e os irmãos Samuel e Sergio Reoli, os meninos de Guarulhos. A banda tocou em seus comícios e Dinho chegou a trabalhar no escritório político do parlamentar. Quase chegou a ser demitido por faltar ao trabalho por 15 dias, reaparecendo dizendo que estava de luto pela morte do piloto Ayrton Senna, do qual era fã.

Pauleey, que viveu Inácio na novela Esmeralda (SBT), Levi da série O Retorno – Nós Fomos Avisados (Feliz7Play) e Sauro da novela Boogie Oogie (Globo) agarrou de vez o personagem Geraldo Celestino.

“Tinha a responsabilidade maior de levar para o cinema um personagem que, graças a Deus, continua vivo entre nós. Tinha receio que ele não gostasse. Fui assistindo vídeos e lendo sobre ele. Encontrei uma pessoa maleável, mas duro quando é preciso. E muito sorridente. Quando conheci a essência do verdadeiro Geraldo, incorporei de vez o personagem”, contou.

As cenas com Geraldo Celestino chegam a oito minutos nas telas. “Foi emocionante me enxergar no cinema com a interpretação de um grande ator. Revivi momentos inesquecíveis com os Mamonas. Momentos que marcaram a minha vida e, com certeza, a história dos meninos de Guarulhos”, diz emocionado o vereador que, hoje, está no seu oitavo mandato na Câmara Municipal.

Pauleey, nascido em Patos de Minas (MG), revelou que o filme deve virar série. “Temos material suficiente para isso, inclusive sobre a música que Dinho escreveu em homenagem a Geraldo, o ‘Jumento Celestino’”, diz. Enquanto não vem a série, o ator está filmando em Guarulhos o filme Caipora, onde interpreta o personagem Tucumã.

E os dois Geraldos têm projetos juntos, inclusive na próxima campanha eleitoral.

- PUBLICIDADE -