Prefeitura deve R$ 10 mi à FUABC; R$ 8,4 milhões é da gestão Almeida

A Fundação do ABC (FUABC) confirmou que o total de débitos da Prefeitura de Guarulhos com a entidade, hoje é de R$ 10.080.921,27, o que vem causando atrasos nos pagamentos de seus funcionários que atuam na cidade e que ameaçam cruzar os braços se os salários não forem pagos. Em nota encaminhada ao HOJE, a FUABC disse que do total de débitos, pouco mais de R$ 2,3 milhões são da atual gestão, enquanto que R$ 8.484.784,94 é da gestão anterior, ou seja, quando a prefeitura estava nas mãos de Sebastião Almeida, então do PT.

A fundação confirmou que na segunda-feira (13), se reuniu com as secretarias de Saúde e de Assuntos Jurídicos, tendo os débitos sido reconhecidos. “Durante o encontro, os representantes da prefeitura demonstraram interesse em reforçar a parceria e mostraram-se empenhados em resolver o mais rápido possível a questão dos repasses em atraso, priorizando a folha de pagamento dos colaboradores para, dessa forma, garantir a estabilidade da Saúde no município e o adequado trabalho de todos os funcionários da Fundação do ABC que atuam em Guarulhos”, diz a nota.

Após detalhar os repasses feitos pela atual gestão, a FUABC informou ainda que “o pagamento das empresas terceirizadas (…) permanece atrasado, assim como os salários dos funcionários diretos da Fundação do ABC, responsáveis pela assistência à população” e que “entrou com requerimento solicitando série de informações sobre a Lei Orçamentária de 2016, no sentido de responsabilizar a administração anterior pelo caos gerado na Saúde Pública de Guarulhos”.