A Companhia de Teatro Núcleo do Tombo, de Guarulhos, realiza o espetáculo musical em homenagem aos 100 anos do cangaço brasileiro, no Teatro Padre Bento, neste sábado (8). Com o nome de Vanja Bonita do Cangaço Brasileiro, foi composto por Nilson Ferreira com assistência de Ana Maria Quintal.

O musical está em curta temporada pela cidade, sendo atração neste sábado e domingo, dias 8 e 9, e também 15 e 16 de julho, sempre no horário das 20h. A encenação mostra um retrato bem humorado da historia de Vanja Orico, que ficou conhecida internacionalmente por difundir a cultura popular de raiz através de sua interpretação marcante no cinema e na música popular de raiz, como, “Meu limão, Meu limoeiro”, “Mulé rendêra” “Sodade, meu bem Sodade” entre outras obras de grande sucesso.

Vanja Bonita também revela um pouco do lado da ditadura militar, quando retrata a história do assassinato do estudante Edson Luiz, morto em novembro de 1968. Durante o enterro do jovem, Vanja Orico aparece em uma cena marcante que ficaria na memória de inúmeros brasileiros: de joelhos, lencinho branco na mão, se pôs defronte aos carros do exército aos gritos de – “Não atirem, somos todos brasileiros!”.

Evangelina Orico nasceu no Rio de Janeiro em 1931, e ficou conhecida Vanja Orico. Foi uma cantora, atriz e cineasta brasileira, com a primeira ação no cenário artístico cantando a música Mulher rendeira, na época tema do filme O Cangaceiro, filmado em 1953. Além dessa participação, também atuou em Lampião, o rei do cangaço, gravado em 1964 e dirigiu o filme O Segredo da Rosa. Evangelina morreu em 2015, no Rio de Janeiro, vítima de um câncer no intestino.

Serviço:
Musical: Vanja Bonita do Cangaço Brasileiro
Teatro Padre Bento:
Rua Francisco Foot, n° 03, Jardim Tranquilidade.
Telefone: 2229-5043
Horário: 20h
Data: 08,09, 15 e 16

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here