Sala dos Sentidos impressiona jovens na 8ª Feira do Estudante

Vivenciar a experiência de uma pessoa com deficiência visual chamou a atenção dos jovens que visitaram a Sala dos Sentidos montada nesta 8ª Feira do Estudante, realizada entre 29 e 31 deste mês, no Adamastor Centro. Com os olhos vendados, os estudantes tocavam os objetos expostos em uma bancada e tentavam adivinhar do que se tratava.

A atividade, coordenada pela Subsecretaria de Acessibilidade e Inclusão, vinculada à Secretaria de Assuntos Difusos, foi avaliada positivamente pelos jovens. “Achei difícil e, ao mesmo tempo, interessante. Tive a sensação de insegurança e compreensão desse universo”, afirmou João Vitor, 16 anos.

Já a estudante Thaís Cristina, 15 anos, disse que foi muito boa a experiência para entender o que eles passam. “É muito difícil. Não podemos falar do que nunca passamos. Essa vivência nos faz refletir sobre o respeito à pessoa com deficiência”, disse. Para o estudante Bruno Israel, 17 anos, todos os visitantes da Feira deveriam passar por esta experiência. “Com certeza teriam outra postura diante de uma pessoa com deficiência”, ressaltou.

Depois da atividade, Vanessa Carrilho Lanzarotto, servidora desde 2000, pedagoga da Fig-Unimesp, especialista em diversidade e escolarização pela USP, especialista em deficiência visual pelo Instituto Benjamim Constant, contou aos jovens seu histórico de vida com a deficiência visual, no campo pessoal, de formação e profissional para que eles tenham a compreensão de todos precisam ter oportunidades, seja qual for sua deficiência. A mensagem de como lidar com a situação de ser deficiente foi absorvida pelos jovens, que registraram suas opiniões antes de deixar o espaço.

Imagens: Divulgação/PMG