Deputados eleitos defendem representação, investimentos e a ampliação dos direitos

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto 

Antes com seis representantes nos legislativos estadual e federal, Guarulhos passa contar a partir da próxima legislatura com quatro parlamentares, dois na Câmara dos Deputados e dois na Assembleia Legislativa de São Paulo. Em contato com o HOJE, os deputados federais eleitos – Alencar Santana (PT) e Eli Corrêa Filho (DEM) – e os estaduais, Jorge Wilson (PRB) e Márcio Nakashima (PDT), disseram que pretendem defender maiores investimentos e ampliação dos direitos sociais para o município, além da política de conscientização por maior representação.

“Eu acho que precisamos nos concentrar principalmente naqueles que representam a cidade. Nosso papel nós fizemos como parlamentar e estou muito orgulhoso disso”, defendeu Eli Corrêa Filho, que foi reeleito com 92.257 votos.

Já o petista Alencar Santana, que abriu mão de disputar a reeleição para a Alesp, ressalta a sua prioridade na luta para ampliação dos direitos sociais.  “Vamos continuar nossa luta em defesa da democracia, da justiça social e buscando sempre mais direitos para a população”, declarou Santana, que obteve o apoio de 67.892 eleitores do estado de São Paulo.

Já Márcio Nakashima (PDT) destaca a necessidade de defender os interesses do município na Alesp e acompanhar com proximidade o que acontece na cidade.

“Nós dá uma responsabilidade maior, além do trabalhado dobrado que teremos por conta da perda de dois parlamentares. Vamos trabalhar muito e defender a cidade, e fiscalizar o que vem acontecendo a cidade. Guarulhos pode esperar uma voz atuante”, explicou; ele foi eleito deputado estadual pela primeira vez com 38.081 votos.

Conhecido como “Xerife do Consumidor”, Jorge Wilson afirma que seu grande desafio é intensificar o trabalho a favor de Guarulhos. Ele apontou ações como a chegada da AME Mais, equipamentos para hospitais públicos e a intermediação da proposta de renegociação da dívida do Saae com a Sabesp como principais feitos de seus primeiro mandato.