Guarulhos registra 22 mortes neste ano de suspeitos em confronto com policiais militares

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A cidade de Guarulhos já registrou até o momento nos dez meses deste ano, 22 mortes de suspeitos em decorrência de confronto com policiais militares. Os dados foram obtidos pelo HOJE através da Lei de Acesso à Informação. Cidades vizinhas como Arujá e Santa Isabel ainda não registraram casos desse tipo, de acordo com a Delegacia Seccional, responsável pelos três municípios.

Se for comparar esse dado com o número de mortes de suspeitos no ano passado na cidade, Guarulhos teve uma queda de 38%, já que em 2018 houve 36 mortes em decorrência de troca de tiros com policiais militares. As cidades de Arujá e Santa Isabel registraram apenas um caso cada uma.

Entre as ocorrências, no final do mês passado, policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), durante patrulhamento pela região da Vila Fátima, trocaram tiros com dois suspeitos de roubar um veículo de modelo Honda HRV. Os dois homens morreram e nenhum policial ficou ferido durante a ação.

No mês de julho, um policial militar de folga reagiu a uma tentativa de assalto no bairro do Pimentas e baleou um indivíduo, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O PM teria informado a Polícia Civil que dois homens teriam tentado roubar a sua motocicleta, e um dos indivíduos teria conseguido fugir.

Já o confronto entre policiais civis com suspeitos resultou em uma morte neste ano na cidade, de acordo com dados obtidos pela Lei de Acesso à Informação. O caso ocorreu no mês de maio, quando policiais do 4° Distrito Policial investigavam a existência de uma associação criminosa que estaria simulando a intenção de compra e venda em sites da internet, para posteriormente realizarem o roubo no momento em que poderia ocorrer a entrega do produto. Os policiais teriam realizado um cerco contra três suspeitos, sendo que um homem acabou detido, além de um indivíduo morto e outro que conseguiu fugir.

Segundo a Polícia Civil, durante essa ação, os agentes foram recebidos a tiros pelos indivíduos na rua Senador Georgino Avelino, no bairro do Jardim Bananal.

Foto: Ivanildo Porto