Sabesp reduz pressão da água a partir das 21h em residências de Guarulhos

Foto: Nithin PA/Pexels

Com o agravamento da crise hídrica no país e o nível de alerta no Sistema Cantareira, maior reprodutora de água do Estado de São Paulo, a população enfrenta mais um período de atenção com o consumo e desperdício de água. Para isso, uma das medidas adotadas pela Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) é a redução da pressão noturna de água em algumas regiões do estado, incluindo bairros da cidade de Guarulhos.

A medida, que era anteriormente feita todos os dias a partir das 23h, foi reduzida para o período de 21h às 5h, momento em que há o menor consumo da população, visando evitar o desperdício por rompimento ou vazamento de água. A pressão é reajustada após o horário estipulado. 

Segundo especialistas, a redução da vazão é a maneira menos prejudicial de economizar água. Além dela, a Sabesp realiza também a integração do sistema de abastecimento, com transferências de água entre regiões. Segundo a companhia, no estado, a prática é realizada de maneira rotineira desde a década de 1990. 

Com a redução, os maiores afetados são residências sem caixa d’água ou que estejam localizadas em áreas altas ou distantes, nesse caso, o abastecimento é interrompido. Já imóveis com reserva para 24h, como determina o decreto estadual 12.342/78, não sentem a gestão, desde que tenham torneiras e equipamentos hidráulicos conectados às caixas d’água. 

Apesar da crise e das medidas de preservação aos sistemas de abastecimento de água, a companhia garante que não há possibilidade de falta de abastecimento de água potável no Estado de São Paulo.

A listagem de regiões afetadas com a gestão de pressão e horários ficam disponíveis para consulta no site da Sabesp http://www.sabesp.com.br/reducaopressao/ e podem ser conferidas também através da Central de atendimento.