Prefeitura promove atividades para o desenvolvimento e a inclusão de pessoas com deficiência

Foto: Divulgação/PMG

O Centro de Educação Ambiental do Bosque Maia realizou nesta terça, quarta e quinta-feira (dias 29, 30 e 31) uma série de atividades para o desenvolvimento dos sentidos (olfato, paladar, audição, tato e visão) e a inclusão social voltada a pessoas assistidas pela ONG Olhar Eficiente.

Desenvolvidas pelos educadores da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), as atividades foram feitas com materiais naturais colhidos no Viveiro Educador do parque. Cascas de árvores, serragem, troncos, folhas, ervas aromáticas e temperos com suas diferentes texturas, aromas, cores e formatos foram alguns dos recursos utilizados. Houve ainda uma sessão de audição dos sons do bosque, como o canto das cigarras e das aves.

De acordo com Marina Domine, responsável pela ONG, “as atividades promovidas pela Prefeitura foram  importantes para o desenvolvimento e a  inclusão das pessoas com deficiência, em especial dos autistas. Deficiência não é uma barreira que exclui o indivíduo, mas sim um modo diferente de ver o mundo”.

A ONG Associação Olhar Eficiente é um centro de referência com trabalho desenvolvido por meio da modalidade Atividades da Vida Diária (higiene pessoal, vestuário, alimentação, organização e limpeza do ambiente, manuseio de dinheiro, entre outras) para a promoção da autonomia e a integração do indivíduo à sociedade. A Olhar Eficiente atende 140 pessoas com idades entre dois e 54 anos.

Viveiro Educador

Localizado no final da alameda principal do Bosque Maia, o Viveiro Educador é aberto à visitação de terça-feira a domingo, das 8h às 11h e das 13h às 16h.

- PUBLICIDADE -