Operação Sufoco prende envolvidos em comércio de veículos roubados e desmanche ilegal

Foto: Polícia Civil

A Operação Sufoco, que completou 35 dias nesta terça-feira (07), foi responsável pela prisão de um suspeito envolvido em um esquema de compra e venda de carros roubados e furtados e na apreensão e recuperação de dois veículos roubados. Os trabalhos policiais ainda resultaram na prisão, também em flagrante, de dois suspeitos de envolvimento com desmanches ilegais, de uma suspeita de ter ligação com jogos de azar, além de um homem acusado de se disfarçar de vendedor para praticar roubos. As prisões aconteceram na Capital e na Grande São Paulo. 
Durante as investigações, os policiais da 5º Delegacia da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio (DISCCPAT), ligada ao DEIC, identificaram que o suspeito negociava a venda de um carro roubado para um idoso em uma plataforma online, conseguindo localizá-lo e prendê-lo na zona leste da Capital. Na ação, dois veículos foram apreendidos. Ele é apontado como integrante de um esquema de compra e venda de veículos roubados e furtados, já tendo, inclusive, passagens pelas policiais pelos mesmo delitos. 

Dando sequência à Operação, policiais da 3º delegacia da Divisão de Investigações sobre Furtos, Roubos e Receptações de Veículos (Divecar), também ligada ao DEIC, prenderam em flagrante dois envolvidos com desmanches ilegais. 
A primeira prisão aconteceu na Vila Saúde, na zona sul da Capital, após os policiais identificarem um terreno usado para o desmanche de veículos e venda de peças. Em vistoria, foram apreendidos no local quatro portas, dois paralamas, um capô, além de diversos outros itens para veículos. O responsável foi preso em flagrante por receptação. 
O segundo desmanche foi encontrado em Guarulhos. Lá, foram encontradas 11 portas de carro, quatro capôs, dois motores com numeração, além de um câmbio sem identificação. O local ainda funcionava por meio de uma ligação de energia clandestina, tendo o responsável sido autuado em flagrante por receptação e furto. 

Entre as ocorrências, também se destaca a prisão em flagrante de uma mulher indiciada por estelionato e a apreensão de 14 máquinas de vídeo bingo na região do Brás, no Centro da Capital Paulista. Os policiais da 2° delegacia da Divisão de Investigações Gerais (DIG) localizaram um imóvel onde funcionava um bingo clandestino. Após perceberam uma movimentação atípica, de pessoas que se identificavam e, em seguida, entravam para o prédio, realizaram vistorias e encontraram as máquinas no local. 
Já na região da Sé, também no Centro da capital, um suspeito foi preso em flagrante após roubar o celular de uma mulher. A vítima foi abordada em seu veículo pelo homem, que se disfarçou de vendedor e a ameaçou com uma arma escondida dentro de uma caixa de chocolate, levando seu telefone celular. Após o crime, policias que estavam nas redondezas foram acionados e conseguiram localizar e prender o acusado. Ele foi reconhecido pela vítima e a arma utilizada no assalto foi apreendida. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Atendimento ao Turista (Deatur), ligada ao Departamento de Operações Policias Estratégicas (Dope). 
Prisões e apreensões
A Operação Sufoco já deteve mais de 4,1 mil pessoas e vistoriou cerca de 255, mil veículos, sendo 89,2 mil motocicletas. Foram apreendidos 10,1 mil veículos, sendo 4,3 mil motos, e recuperados um total de 568 veículos que haviam sido roubados ou furtados.
Até o momento, foram apreendidas, cerca de 24,4 toneladas de drogas e 248 armas. Também foram recolhidos simulacros de armas, cartões bancários, máquinas de cartão, celulares e carcaças de celulares, veículos de alto valor, itens de informática, R$ 122,8 mil em espécie, dinheiro estrangeiro, entre outros objetos.
A operação Sufoco
A Operação Sufoco foi iniciada no dia 4 de maio para combater os crimes patrimoniais, com destaque para os roubos e delitos cometidos por falsos entregadores de delivery, e a criminalidade em geral, na cidade de São Paulo, se estendendo para a região metropolitana e interior. A ação começou no mesmo dia em que foi anunciado um aumento na quantidade de policiais nas ruas da Capital, dobrando o efetivo operacional por meio de atividades extras.

- PUBLICIDADE -