Para driblar as deficiências orçamentárias da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e Inovação (SDCETI) para o próximo ano, o secretário Rodrigo Barros revelou  durante audiência pública da LDO nesta terça-feira (5), na Câmara, que pretende usar a criatividade para que consiga tornar realidade a criação de novos postos de trabalho e promover a integração do aeroporto com o cotidiano da cidade.

“Precisamos atrair mais empresas por conta do aeroporto e fomentar mais entretenimento para a cidade. A gente precisa fazer o guarulhense utilizar o sítio aeroportuário para se divertir. O guarulhense tem essa oportunidade e não está usando”, observou Barros.

O orçamento proposto para a SDCETI é de aproximadamente R$ 5 milhões. No entanto, R$ 3,6 milhões serão destinados para o pagamento da folha salarial dos funcionários da secretaria. “O principal projeto é o Aprende, que atende uma classe que tem pouca oportunidade. Ele trabalha com uma classe carente de informação e conhecimento. É sem dúvida é uma grande agenda. A segunda agenda é o desenvolvimento do nosso ecossistema de informação, porque ele irá atrair novas empresas”, disse Barros.

Com pouco mais de 2% do orçamento sugerido para investimentos em ações de desenvolvimento em 2019, Barros defende que os esforços de sua secretaria sejam concentrados na captação de novas empresas.

“O conceito de Aerotrópole é considerado jovem quando a gente pensa na história da sociedade e no desenvolvimento do sítio aeroportuário. É de fundamental importância que a gente entenda que o aeroporto é uma ferramenta de desenvolvimento econômico da cidade. E que a gente precisa dessa ferramenta para desenvolver economicamente o município”, concluiu.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here