CEI deve investigar origem de dívidas dos maiores credores de Guarulhos

Antônio Boaventura

[email protected]

A Câmara Municipal deve instalar no retorno do recesso parlamentar, previsto para o início de agosto, uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar a origem das dívidas dos maiores credores do município e os motivos pelos quais eles não quitaram os débitos. A sugestão apresentada pelo vereador João Dárcio (Podemos) conta com o apoio de 23 parlamentares.

“Muito se fala em dívidas que o município contraiu, mas nunca se falou sobre os credores que o município tem. Fiquei surpreso com o montante. É preciso investigar o que aconteceu na verdade. Só um devedor, o GRU Airport, deve meio bilhão de reais para a cidade”, explicou Dárcio.

De acordo com o parlamentar, a concessionária responsável pelo Aeroporto Internacional de São Paulo–Guarulhos, em Cumbica, deve o montante de pouco mais de R$ 415 milhões, e lamentou o fato de não ter tido o apoio de todos os parlamentares. “Fiz um pedido especial para que todos os vereadores assinassem esse requerimento e apresentei com 23, mas gostaria que todos tivessem assinado”, declarou.

O líder do governo, vereador Eduardo Carneiro (PSB), observou que é necessário criar mecanismos para que os valores possam ser cobrados dos maiores credores, que deixaram durante determinado período de arcar com os pagamentos do Imposto sobre Propriedade Territorial Urbano (IPTU) e Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN).

“Isso não é uma exclusividade de Guarulhos, mas os governos de uma forma geral cobram mal. E num momento em que a gente passa por sérios problemas de economia, é óbvio, que tudo faz falta. Então, o governo precisa aperfeiçoar [a cobrança]. O que chama muita atenção são os grandes empresários, que têm alto poder financeiro, não gostar de pagar imposto”, concluiu.