Queda de balão na pista interrompe decolagens no Aeroporto de Guarulhos

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A queda de um balão na pista auxiliar, em frente à Base Aérea de São Paulo, próximo a pista principal de pousos e decolagens, interrompeu as operações de decolagens e aterrisagens de aviões por cinco minutos no Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos em Cumbica, de acordo com informações da concessionária que administra o aeroporto, o GRU Airport.

O balão caiu na manhã de domingo (13), e nenhuma pessoa ficou ferida e também não houve danos a nenhuma aeronave. Mesmo com esse problema, nenhum voo chegou a ser cancelado, segundo a concessionária. “De acordo com o Centro de Controle Operacional da GRU Airport, havia mais dois balões sobrevoando o espaço aéreo próximo à pista principal de pousos e decolagens. Este dois artefatos não caíram e também não impediram as operações de voos programadas”.

Dados do GRU Airport de janeiro até setembro deste ano mostram que já foram contabilizados 42 balões sobrevoando a região do sítio aeroportuário, sendo os meses de junho e julho, com maior ocorrência, sendo o primeiro com nove casos e o segundo, com dez.  Já no ano passado, houve 73 registros de balões que interferiram na operação de pouso e decolagem, porém, sem causar danos.

Neste ano, das 42 ocorrências, a concessionária informou que 12 também chegaram a interferir na operação do aeroporto. Além dos balões, outro problema são as pipas, que possuem 15 ocorrências neste ano, somente entre os meses de janeiro a setembro deste ano. Para quem solta balão, a pena é três anos de prisão, porém, é possível pagamento de fiança.

Foto: Ivanildo Porto