Pandemia adia ações de trânsito do Maio Amarelo para setembro

Em razão da pandemia do coronavírus, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) resolveu transferir todas as ações de trânsito do Maio Amarelo de 2020 para setembro. Com o tema “Perceba o Risco, Proteja a Vida”, publicado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, os movimentos que aconteceriam durante este mês serviriam para mobilizar pessoas, além de empresas públicas e privadas de diversos segmentos a realizar intervenções de segurança no trânsito pela redução de mortes.

A Prefeitura de Guarulhos e a Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana (STMU), através da Escola Pública de Trânsito, ressaltam a importância de que seja cumprido o isolamento social, sempre lembrando aos motoristas que precisem sair de casa que respeitem a sinalização de trânsito e dirijam com atenção.

Entre as ações do Maio Amarelo haveria uma série de blitze educativas, cursos, palestras e seminários. Porém, diante do momento de pandemia pela Covid-19, foi feita a opção de transferência para o mês de setembro.

O que é o Maio Amarelo

O Maio Amarelo foi lançado com base em uma resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas que definiu o período entre 2011 e 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. Ele nasceu com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O objetivo do movimento é ser uma ação coordenada entre o poder público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, efetivamente, discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige nas mais diferentes esferas.