Com o prédio novo ainda em obras, Martello quer prorrogar contrato de locação da Câmara por 90 dias

Antônio Boaventura
[email protected]

Apesar da solenidade de entrega do novo prédio da Câmara Municipal, localizado na Vila Augusta, no mês anterior, a estrutura, segundo o vereador Fausto Martello (PDT), presidente daquela Casa de Leis, não reúne condições alguma de ocupação das instalações adaptadas. Diante deste cenário, o pedetista entende que este processo possa levar pelo mais 180 dias, e por isso, pretende prorrogar a locação do atual prédio por mais 90 dias.

Atualmente, o legislativo desembolsa quase R$ 300 mil por mês para custear o aluguel do imóvel que abriga atualmente sua estrutura. O imóvel foi adquirido em 2011 por cerca de R$ 14 milhões durante a primeira gestão do ex-vereador Eduardo Soltur à frente da presidência daquela Casa de Leis.

“Precisamos fazer algumas licitações, que ainda não estão feitas, como a do painel. Não precisamos mudar abruptamente. A minha ideia é fazer a mudança quando estiver 100%. Talvez possamos fazer um plenário maior no anexo por que aqui parece uma sala de cinema. Vou solicitar a prorrogação do contrato de aluguel por mais noventa dias”, explicou Martello.

A Câmara Municipal emitiu um relatório sobre as pendências que existem no processo de adaptação da estrutura. Entre elas estão os elevadores, pintura do estacionamento, escadas de incêndio, parte elétrica, painel do plenário, sistema de som e vídeo, instalação de plataformas, controle de acesso e a contratação de geradores de energia.

“Estamos procurando praticidade e segurança para o trabalho dos vereadores, além de trabalhar em uma Casa que seja harmoniosa para todos nós. O que temos é isso e precisa terminar. Precisa terminar a parte elétrica e de cabeamento. Precisa também obter o habite-se. Para concluir isso vai uns quatro, cinco ou seis meses”, concluiu Martello.