Consórcio de imprensa inicia hoje a campanha ‘Vacina Sim’

O consórcio de veículos de imprensa, formado por TV GloboG1, GloboNews, O Globo, ExtraO Estado de S. PauloFolha de S.Paulo e UOL, lança nesta sexta-feira, 29, o movimento “Vacina Sim”, uma campanha de conscientização sobre a importância da vacinação contra a covid-19, que já matou ao menos 221.676 pessoas no Brasil – com 1.439 registros apenas nas últimas 24 horas. A partir de agora, o levantamento independente que totaliza mortes e infectados passa a registrar também o número de pessoas vacinadas em todo o País – que somavam 1.509.826 até esta quinta-feira.

“A defesa e promoção da vacina, além de ser um passo crucial na contenção da covid, significa dar um basta às fake news, ao negacionismo, ao obscurantismo, e valorizar a informação, a ciência e a cidadania. Portanto, ao promovermos essa campanha estamos seguindo nossa missão de informar e conscientizar a sociedade”, afirma João Caminoto, diretor de Jornalismo do Grupo Estado.

O consórcio de veículos de imprensa foi anunciado em 8 de junho para acompanhar e noticiar a evolução da pandemia, depois que o governo passou a não fornecer dados confiáveis sobre o tamanho da tragédia. “O consórcio nasceu pra suprir uma lacuna grave. Como superar a pandemia sem saber onde o vírus está chegando, com que força e alcance? O jornalismo profissional preencheu esta lacuna. A campanha de estímulo à vacinação inaugurada agora é um segundo passo natural para o consórcio. Veículos que concorrem entre si unidos para o bem coletivo: motivar os brasileiros a buscarem a vacina”, explica Ricardo Villela, diretor de Jornalismo da Globo.

Os diretores de Redação dos jornais Folha de S.Paulo, Sérgio Dávila, e O Globo, Alan Gripp, ressaltam o pioneirismo dessa união da imprensa. “O consórcio de veículos é uma iniciativa sem precedentes, com a dimensão que a pandemia exige, em razão da urgência de consolidar dados confiáveis diariamente. Agora é a hora de o País garantir a maior vacinação possível, pelo bem coletivo, e este grupo não poderia ficar de fora deste momento”, disse Gripp.

De acordo com Dávila, “não há saída para a pandemia fora da vacina”. “Mais uma vez, cabe ao jornalismo profissional divulgar esta informação vital. Por incompetência das autoridades, o consórcio inédito dos meios de comunicação se une novamente para reforçar a necessidade da imunização nacional e para contabilizar a porcentagem dos vacinados.”

“Vacinar é cuidar de si, do outro, da família, dos amigos, da sociedade. Entendemos que este é um bom momento para lembrar isso. E, como nos últimos meses estivemos juntos, todos os dias, para levar para a sociedade números e informações confiáveis sobre a média de casos de covid no Brasil, achamos importante estar novamente juntos e ao lado do público para fazer essa reflexão”, destaca Manuel Falcão, diretor de Marca e Comunicação da Globo.

Murilo Garavello, diretor de conteúdo do UOL, lembra que “todos os dias os jornalistas do consórcio trabalham intensamente, checam fatos, questionam autoridades e traduzem em linguagem acessível a enorme massa de dados científicos do combate à pandemia, tudo para levar às pessoas a melhor informação possível. Nos unimos para garantir que haveria números confiáveis sobre a pandemia e, agora, estamos juntos mais uma vez para vencer a desinformação e mostrar que a vacina é a única alternativa possível”.

Em filme

O primeiro filme da campanha, que será veiculado na TV GloboGloboNews e no G1, é uma animação na qual o locutor diz que “É hora de dizer Vacina Sim. Ela protege você e protege os outros. Vacina Sim. Uma campanha de todos para todos”.

Também estão previstas peças para mídia impressa e digital nos veículos que fazem parte do consórcio.