José Mário revela existência de irregularidades no processo de vacinação e acredita no trabalho do MP

Da Redação
[email protected]

José Mário, secretário de Saúde, revelou à rádio BandNews FM, a existência de irregularidades no processo de vacinação contra a covid-19 e atribui esta condição ao famoso e corriqueiro “jeitinho brasileiro”. O dirigente municipal também ressaltou que espera por ações do Ministério Público em relação aos casos existentes, além de destacar que esta condição não é exclusiva da cidade de Guarulhos, mas de todo País.

“É claro que alguns desvios de conduta podem ter ocorrido, como ocorrem no Brasil como um todo. Nós não somos deuses, estamos fazendo tudo dentro da lei e da moralidade. Esperamos que as pessoas façam assim também”, justificou José Mário.

Ele também entende que a cultura do “jeitinho brasileiro” pode estar prevalecendo neste momento, porém, ressalta a importância do trabalho do Ministério Público em apurar os casos existentes e sugerir as devidas punições para que novos casos deixem de existir neste período de vacinação.

“Se esse pessoal recebeu a vacina, terá que se ver com o Ministério Público. Insisto: nós não somos deuses. Infelizmente nós estamos num Brasil, num país tupiniquim, onde infelizmente os brasileiros se atropelam, onde a lei de Gerson continua tentando prevalecer”, disse o secretário da Saúde.

Sobre a longa espera na fila de vacinação, que nesta semana é dedicada aos idosos com ou mais de 90 anos, José Mário valorizou o atendimento dos profissionais de saúde, que atendem em um espaço localizado no parque Bosque Maia, região central. “Nenhum idoso acima de 90 anos ficou horas na fila, muito pelo contrário, foram extremamente bem atendidos”, encerrou.