Diagnosticado com Parkinson, José serra pede licença no senado por quatro meses

(Brasília - DF, 19/01/2017) Cerimônia de apresentação de cartas credenciais. Presidente Michel Temer com o Embaixadora dos Emirados Árabes Unidos, Hafsa Abdulla Mohamed Sharif Foto: Beto Barata/PR

Nesta terça-feira (10) o senador José Serra (PSDB-SP) divulgou, através da assessoria do parlamentar, que vai se afastar do cargo pelos próximos quatro meses. Segundo a nota, na última semana, ele foi diagnosticado com a doença de Parkinson, que está em fase inicial e, por isso, “requer um período de adaptação a medicação”  

Em junho, diagnosticado com covid-19, José Serra esteve internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ainda que assintomático, o senador identificou uma pneumonia leve e cumpriu a quarentena no hospital. Após o período, no início de julho, foi submetido a um cateterismo e a colocação de um stent em uma das artérias do coração. 

Segundo a assessoria, Serra está em bom estado de saúde e “seguro de que, ao final desse período, retomará suas atividades com toda a disposição e proatividade que vem pautando sua atuação no senado desde 2015”.

Confira nota na íntegra: