Espanha permite entrada de estudantes brasileiros em cursos de longa duração

Foto: Turismo da Espanha

Estudantes brasileiros com vistos válidos para cursos de longa duração já podem viajar para a Espanha, de acordo com novas regras divulgadas para a entrada de estrangeiros. O programa pode ser de intercâmbio de diversas formas, como idioma espanhol, graduação, pós, mestrado e doutorado, desde que a duração seja superior a três meses.

Além dos brasileiros com autorização para estudar no país, também passam a ser aceitos viajantes do Brasil que sejam cônjuges, pais ou filhos de espanhóis e que estejam viajando ou que irão encontrá-los na Espanha.

Todos têm de cumprir quarentena de dez dias na chegada, independentemente de estarem totalmente vacinados. Após esse prazo, o viajante está dispensado do isolamento, sem necessidade de realização de PCR. Quem quiser encurtar o período de quarentena no país da Europa pode fazer um PCR no sétimo dia. Se o exame der negativo, está liberado para sair normalmente.

No geral, os outros brasileiros seguem proibidos de entrar na Espanha. O país também não permite que viajantes do Brasil façam conexão em um aeroporto espanhol, como parte de uma viagem a outro país, a não ser que o destino final seja um país fora do Espaço Schengen, com tempo de conexão inferior a 24 horas e permanência na na área de transferência do aeroporto. Em qualquer caso, o veto é igual para imunizados ou não.

Pré-requisitos para a viagem para a Espanha

O viajante tem de preencher, 48 horas antes do embarque, o formulário de saúde Spain Travel Healh. O procedimento gera um código QR, que é solicitado na hora do embarque e também na chegada à Espanha.

Quem não está imunizado tem de apresentar ainda um PCR negativo, feito no máximo 72 horas antes do voo de ida. Viajantes vacinados não precisam apresentar o exame antes do embarque, mas sim o documento do SUS mostrando a imunização – veja como emitir o comprovante de vacinação em inglês, espanhol e português. A Espanha aceita todas as vacinas aprovadas pela OMS, o que inclui a Coronavac.

Mais informações sobre viagens para a Espanha podem ser obtidas na página travelsafe.spain.info/es.