Ciro defende terceira via nas eleições presidenciais

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) defendeu nesta quinta-feira (21) a terceira via nas eleições de 2022. Segundo ele, é um erro para o país não apostar em uma terceira opção por medo.

“Por que a gente quer conservar isso? Medo da irracionalidade de Fulano e da incompetência e da falta de projeto de Beltrano? Por que não dar oportunidade para Sicrano?”, disse ele em encontro realizado na sede do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) em Guarulhos.

Ciro fez uma explanação sobre o histórico econômico do país, apontando os principais motivos da crise enfrentada nos últimos anos. “O Brasil de 1980 cresceu 6,7% ao ano consistentemente e caiu para 2,5% em 2010. Deveríamos refletir sobre isso. No governo Dilma o PIB caiu 7%. Sabe quando houve isso no capitalismo global? Eu não lembro. E o país assistiu a tudo isso perplexo”, afirmou.

Para ele a tarefa do brasileiro é entender o país para buscar as mudanças necessárias. “Me parece que nós poderíamos chegar a uma conclusão metodológica de que as coisas estão erradas. É preciso discutir os problemas econômicos e causas estruturais”, destacou.

Além do evento no Ciesp, Ciro participou de encontro no Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região.

Imagem: Divulgação