Palestra no HMCA aborda a humanização no ambiente hospitalar

Foto: Giuliana Carmo/IDGT

O trabalho da Humanização. Este foi o tema abordado pelo programa Fábrica do Conhecimento, no Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HMCA), em Guarulhos, administrado pelo IDGT. A palestra foi ministrada na quarta-feira, 1º de novembro, pela colaboradora Janyelle Oliveira, recreadora da Humanização na unidade.

São diversos os trabalhos da Humanização dentro do hospital, entre eles podemos citar: atividades nos leitos, acolhimento das crianças na Sala da Humanização, doação de cesta básica, auxílio com banho nas soroterapias, doações de roupas, decoração de eventos e auxílio em óbitos junto à equipe psicossocial.

“Todos os meses elaboramos projetos voltados às crianças do hospital. Nós conversamos com os acompanhantes e com as crianças, entregamos lápis e desenhos para colorir, fazemos brincadeiras e, quando solicitado, auxiliamos com roupas e produtos de higiene que são doados ao hospital” explicou Janyelle.

Um dos pontos destacados pela recreadora foi a doação das cestas básicas. “Quando vamos nos leitos e conversamos com os familiares, sempre buscamos entender sobre suas necessidades. Fazemos uma triagem para identificar quem está em condições mais vulneráveis e aí, quando o paciente recebe alta, entregamos a cesta básica.” As cestas básicas são doadas ao hospital por empresas e entidades parceiras.

Leandro Bomfim, diretor-geral do HMCA, falou sobre as atividades realizadas pela Humanização. “Tive a oportunidade de participar de algumas atividades da Humanização aqui no hospital e constatei que elas deixam o ambiente hospitalar mais leve, principalmente para as crianças. Sorriso, alegria e distração fazem parte de uma boa recuperação e a Humanização leva essas coisas com maestria a todos.”

Gerente de Humanização do HMCA, Fabiano Vieira disse que todo trabalho é feito com muito amor. “Tenho orgulho dos projetos que as meninas realizam. Como gerente dessa equipe, agradeço a todas pela dedicação e por serem humanas nesse serviço que exige tanta compaixão com o próximo.”

No final da palestra, Janyelle fez uma dinâmica com os participantes. “Escolhi uma música infantil chamada ‘Escravos de Jó’. Cada pessoa fica com um objeto na mão e este é repassado entre elas de acordo com o ritmo da música. O intuito da dinâmica é fazer com que entendessem que, se todos caminham juntos, conseguimos alcançar o mesmo objetivo, que é oferecer um bom atendimento aos nossos pacientes.”