Passageiros são presos por porte de droga e passaportes falsos em Guarulhos

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal apreendeu no último final de semana, dias 20 e 21, em ação conjunta com a Receita Federal, cocaína e passaportes falsos na posse de passageiros que embarcariam para a Europa e África do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Foram 5 ações distintas. Na primeira ação, ocorrida no sábado (20), policiais federais, que fiscalizam as bagagens despachadas com o auxílio de cães farejadores, separaram duas malas que os animais demonstraram grande interesse. Elas foram submetidas ao aparelho de raio-x e as imagens revelaram substância suspeita em suas estruturas. Os passageiros, um homem e uma mulher, ambos brasileiros, que viajariam juntos para Portugal, para as cidades de Lisboa e Faro, foram localizados no portão de embarque e conduzidos à delegacia para acompanhar a revista em seus pertences. Em fundos falsos das malas de ambos passageiros havia pacotes com cocaína, mais de 3 Kg em cada mala. Momentos após estas prisões, a mesma equipe de policiais identificou, com o auxílio dos cães, outras 3 malas suspeitas cujo destino final também era Portugal. Em fundos falsos, de duas malas pertencentes a uma brasileira, havia mais de 4 Kg de cocaína e quase 3 Kg da mesma droga estavam ocultos na mala pertencente a outro brasileiro. Já no saguão do aeroporto, nesse mesmo dia, junto aos balcões de check-in, policiais federais prenderam um homem, nacional da Bolívia, com 5 Kg de cocaína em sua bagagem. O suspeito embarcaria em voo para Portugal e faria conexão para a cidade de Valência, na Espanha.

Um homem, nacional da Nigéria, possuidor de RNE (Registro Nacional de Estrangeiro), tentou passar no domingo (21), pelo controle migratório, apresentando um passaporte nigeriano falso. Após identificar a falsidade do documento, os policiais encontraram dentro da bagagem do homem outro passaporte falso, esse das Bahamas. Após receber voz de prisão, o homem, que pretendia embarcar em voo para Lagos, na Nigéria, disse desconhecer a falsidade dos documentos. Nesse mesmo dia, a equipe do K9 da Receita Federal, com o auxílio de cães de faro, identificou substância suspeita dentro de uma peça metálica que estava sendo transportada por um passageiro. O homem, nacional da Nigéria, que ingressou no país beneficiado pela Lei do Refúgio, foi localizado e conduzido à delegacia da PF. Os policiais identificaram a substância suspeita, encontrada na peça de mais de 18 Kg, como cocaína. O suspeito foi preso em flagrante.

Os presos serão apresentados à Justiça Federal.