Férias aumentam alerta para prevenção de acidentes

Foto: Sharon McCutcheon no Pexels

Durante este período, os Pronto-Atendimentos de hospitais costumam receber grande volume de pacientes lesionados em diversas situações, como quedas, por exemplo. “Em muitas ocorrências, a pessoa está sozinha no momento do acidente. Apesar da grande quantidade de casos, estudos apontam que 90% dos incidentes poderiam ser evitados, com cuidado e atenção”, fala o Dr. Newton Shiozawa, gerente do Pronto-Atendimento (PA) do Hospital Japonês Santa Cruz (SP). Além de atendimentos a adultos nas áreas de Clínica Médica e Cirurgia Geral, a instituição conta com um PA Ortopédico 24 horas, 7 dias da semana, sendo uma das poucas unidades hospitalares de São Paulo a dispor deste tipo de atendimento ininterrupto nessa especialidade. A unidade conta com médicos ortopedistas que têm, na sua maioria, uma superespecialização na área, como coluna, joelho, mão, pé, quadril, ombro, entre outras. Caso seja necessária a avaliação dessas subespecialidades, isso também pode ser programado no hospital.

Para evitar que as férias sejam frustradas, a atenção deve fazer parte do dia a dia. Em casa, janelas e sacadas devem ser isoladas com redes de proteção. “Cuidado também com os móveis, evitando mesas de centro e pufes espalhados pelo ambiente, além de tapetes, porque podem atrapalhar e causar desequilíbrio, principalmente de pessoas idosas”, pontua o médico. No banheiro, cômodo onde costuma ocorre muitas quedas, é importante contar com barras de apoio.

No trânsito, seja na cidade ou na estrada, a regra é simples: respeito à legislação. Cinto de segurança deve ser utilizado também por passageiros no banco traseiro e, ao transportar crianças, o uso de cadeirinha é obrigatório e deve seguir a especificação adequada para cada idade, peso e altura.

“Prevenir sempre será melhor do que remediar, mas, em caso de algum tipo de acidente, independentemente do tipo de trauma ortopédico e de sua causa, é necessário ter o acompanhamento especializado para aumentar o êxito da recuperação. Cada minuto para uma pessoa que passa por uma emergência médica faz diferença, por isso, Pronto-Atendimentos Ortopédicos 24 horas, como o que temos aqui no Hospital Japonês Santa Cruz, é de extrema importância para garantir atendimento emergencial rápido e eficiente”, ressalta o Dr. Shiozawa. “A prestação rápida de serviço e os tratamentos específicos melhoram o prognóstico, minimizam dores e desconfortos e, com isso, proporcionam melhoria da qualidade de vida dos pacientes”, conclui.

Sobre o Pronto Atendimento Ortopédico 24 horas

O Hospital Japonês Santa Cruz iniciou, em julho de 2019, o Pronto Atendimento Ortopédico 24 horas, com equipes de ortopedistas preparadas para casos de urgência, como traumas, fraturas e também para as doenças crônicas, entre outras situações. Os médicos ortopedistas do serviço possuem subespecialidades, como coluna, joelho, mão, pé, quadril, ombro e outras, além de realizarem cirurgias artroscópicas eletivas de ombro, joelho, tornozelo, quadril e, ainda, procedimentos minimamente invasivos, incluindo os do ante pé. O atendimento é disponível para pessoas a partir de 15 anos.

Sobre o Hospital Japonês Santa Cruz

Inaugurado em 29 de abril de 1939, em São Paulo, com a missão de auxiliar os imigrantes japoneses e oferecer um atendimento médico-hospitalar de excelência no Brasil, o Hospital Japonês Santa Cruz (HJSC) se dedica a proporcionar uma vida melhor e mais saudável à toda população.

Com destaque nos serviços em oftalmologia, neurologia, ortopedia, cardiologia, entre outras especialidades, a instituição possui mais de 170 leitos distribuídos entre apartamentos, enfermarias e UTI, complementada com uma unidade específica para o transplante de medula óssea.

Anualmente, a entidade realiza mais de 1 milhão de atendimentos, em mais de 40 especialidades médicas e tem em sua estrutura três pronto-atendimentos (geral, ortopédico e oftalmológico) e dois centros cirúrgicos (geral e oftalmológico), capacitados para atendimentos de alta complexidade.

O Hospital Japonês Santa Cruz tem certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA II), que atesta a segurança e qualidade dos processos assistenciais e médicos.