Jovino fala em candidatura própria mas mantém diálogo com Martello

O pré-candidato a prefeitura pelo Partido Verde (PV), Jovino Cândido, confirma sua intenção de disputar o Paço Municipal. No entanto, ele não nega que mantém um diálogo quanto a possibilidade de ser vice na chapa de Fausto Miguel Martello (PSD). Durante visita ao Grupo MGCom na tarde de ontem, ele afirmou que o único impedimento atual para sua candidatura é o alto custo para a campanha.

“Estamos trabalhando para isso, mas a situação do país puxou tudo para baixo. Cerca de 80% do custo de campanha é para formar alianças e contratar partidos. Os atores de Guarulhos que vão disputar a prefeitura já contrataram muitos e eu não tenho essa condição. Penso que esse pessoal está visando cadeiras na Câmara”, explicou.

Segundo Jovino, no total seis pré-candidatos já o procuraram para convidá-lo a ser vice, no entanto o acordo mais real está com o prefeiturável do PSD. “A proposta mais madura e com responsabilidade partiu do Martello. Espero que o PV consiga, mas se não der certo estarei disponível para mudar a situação que vemos hoje em dia”, destacou.

Para ele Martello reúne condições de um bom administrador para a cidade. “Penso que uma pessoa que está no comando de uma empresa como aquela merece respeito. Ele já recebeu votos e ocupou cadeiras no legislativo municipal e na Câmara Federal. É um homem muito bem sucedido que vai precisar ouvir muito”, afirmou.

Ele aguarda agora o apoio das executivas nacional e estadual do PV para ganhar fôlego em sua campanha. “Para que o projeto aconteça é importante que a nacional coloque Guarulhos no mapa de disputa. Isso não ocorreu em 2012. Sou candidato a prefeito e vamos trabalhar para isso”, disse.

Ainda assim ele afirma que a decisão final só será conhecida em agosto quando chega ao fim o prazo para as coligações. “Vou esperar até agosto a não ser que ele me convença do contrário”, disse.

Reportagem: Rosana Ibanez

Foto: Ivanildo Porto