Mais de 300 Servidores da Educação se concentram em frente ao Paço Municipal

Como o HOJE antecipou, os Servidores da Educação iniciaram a paralisação nesta segunda-feira por volta das 9h, e às 10h30 iniciaram uma assembleia em frente ao Paço Municipal para decidir os rumos da greve, já que o motivo principal pelo ato é o descumprimento da Prefeitura quanto ao acordo firmado no Tribunal Regional do Trabalho.

Na manhã da última sexta-feira, 22, o diretor dos Servidores de Guarulhos, Leandro Martins protocolou o aviso de greve referente aos educadores, e no sábado, durante a passagem da Tocha Olímpica pela cidade, alguns servidores estavam no momento em que a tocha foi acesa protestando com faixas contra o prefeito Sebastião Almeida.

Um dos motivos que levaram a paralisação e este protesto é a equiparação de salários dos professores, que não houve bonificações além do plano de carreira.

O objetivo dessa concentração em frente ao Paço Municipal é traçar os primeiros objetivos da greve, e o presidente dos Servidores de Guarulhos, foi bem claro ao HOJE durante a última sexta-feira, quando revelou que a greve só deverá terminar, quando a Prefeitura cumprir o acordo.

Reportagem: Ulisses Carvalho