Associação dos Educadores entra com processo no Ministério Público contra prefeitura

Justiça – A Associação dos Educadores Municipais de Guarulhos (AEMG) protocolou uma representação junto ao Ministério Público do Estado de São Paulo denunciando a prática de ato de improbidade administrativa, por parte da prefeitura. O motivo é a não publicação das portarias de evolução funcional e de ampliação de jornada dos profissionais do magistério público municipal de Guarulhos.

De acordo com o advogado da AEMG, Leandro Caetano dos Santos, caberá ao Ministério Público do Estado de São Paulo apurar se os fatos se enquadram na improbidade administrativa.

Reportagem: Leticia Lopes