Região do São João concentra 31% dos casos de estupro na cidade até julho deste ano

A Região do São João concentrou a maioria dos casos de estupro na cidade até julho de 2016. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), 52 boletins de ocorrências desta natureza foram registrados na delegacia da área, 7º DP, o que corresponde a 31% do número total.

Em seguida está a região do Pimentas, que contou com 39 estupros, um valor que representa 23%. Taboão (19%), Vila Galvão (10%) e Bom Clima (6%), são as outras regiões que chegaram a computar mais de dez casos nos sete primeiros meses deste ano. As outras quatro, das nove no total, somam 20 registros (12%).
Em comparação com o mesmo período do ano passado, Guarulhos obteve um pequeno aumento nos estupros. Enquanto que até julho deste ano foram 172, em 2015 o número foi quase idêntico: 170. Mas o que não mudou foi o fato de que a cidade foi a que mais registrou este tipo de crime em toda a região da Grande São Paulo.

Já o número de vítimas de homicídio doloso (quando há intenção de matar) cresceu 50% em Guarulhos no mês de julho, com a região do São João também registrando o maior número. A SSP diz que 15 pessoas morreram na cidade ante aos dez contabilizados em junho. Em todo ano, até então, 87 vítimas foram registradas. Durante o mesmo período do ano passado foram 80.

Reportagem: Gustavo Druzian

Foto: Ivanildo Porto