Mesmo com verba do PAC obras de abastecimento de água em Guarulhos não foram iniciadas

Mesmo com verba do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para investimentos em saneamento básico, Guarulhos sequer iniciou as obras para a ampliação do abastecimento de água no município. A constatação faz parte do balanço divulgado pelo Instituto Trata Brasil que apontou duas intervenções que ainda não saíram do papel na cidade.

A primeira delas é a implantação de obras complementares ao Sistema de Abastecimento de Água (SAA) municipal, compreendendo a execução de reservatórios metálicos do tipo apoiado, redes primárias, estação elevatória e substituição de redes secundárias. O contrato foi assinado em abril de 2014 com valor total de R$ 73,6 milhões, sendo R$ 66,2 milhões oriundos do PAC.

A outra é a implantação de adutora de água tratada, estações elevatórias de água tratada e um reservatório nos bairros Pimentas e Bonsucesso. Também com contrato assinado na mesma data, as obras terão custo total de R$ 134,2 milhões, sendo R$ 120,8 milhões provenientes do governo federal.
De acordo com levantamento do Trata Brasil no país, até o final do ano passado, das 102 obras de água do PAC 1, 63 obras (62%) estavam concluídas e 13 obras (13%) estavam paralisadas. Já das 55 obras do PAC 2, apenas uma obra foi concluída, 18 obras (33%) ainda não haviam sido iniciadas e quatro obras (7%) estavam paralisadas.

Tratamento de esgotos tem quatro intervenções paralisadas

Já quanto as intervenções referentes ao esgotamento sanitário, Guarulhos possui quatro obras paralisadas e duas em andamento. Na relação das intervenções paradas estão as ampliações (compreendendo coleta, afastamento e transporte) das vertentes 2 e 3 da ETE São Miguel e das sub-bacias SB-08 e SB-09; e a ampliação dos sistemas São João e Bonsucesso. Todas elas totalizam investimentos da ordem de R$ 304,7 milhões, onde R$ 191,5 milhões são referentes a repasses do PAC e tiveram contratos assinados entre os anos de 2007 e 2008.

Segundo o instituto, em todo o país das 111 obras de esgotos do PAC1, 54 estavam concluídas, 34 estavam em andamento e 23 estavam paralisadas. Já das 72 obras do PAC 2, apenas quatro estavam concluídas (6%), 18 ainda não iniciadas, 42 em andamento e oito estavam paralisadas.
Em nota o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Guarulhos informou que está concluída a ampliação do SES – coleta, afastamento e transporte de esgotos das sub-bacias SB-08 e SB-09. Quanto às obras não iniciadas e às que não foram concluídas, citadas pelo Trata Brasil, o motivo é o não repasse de recursos ou o agravamento da crise hídrica, que demandou adequação no cronograma de obras.

Reportagem: Rosana Ibanez
Foto: Ivanildo Porto